03/03/2024
 
 
Medina diz que não é tempo de conclusões adicionais sobre administrador financeiro da TAP

Medina diz que não é tempo de conclusões adicionais sobre administrador financeiro da TAP

Bruno Gonçalves Jornal i 11/04/2023 14:03

Gonçalo Pires disse que não tinha conhecimento do acordo sobre a saída de Alexandra Reis, mas as declarações de Christine Ourmières-Widener contradizem essa informação.

O ministro das Finanças defendeu, esta terça-feira, à semelhança do que já tinha dito também António Costa, que este não é o momento para retirar mais conclusões sobre a TAP.

A posição de Fernando Medina foi transmitida em resposta ao deputado do Chega Rui Afonso, durante a audição parlamentar na Comissão de Orçamento e Finanças (COF) no âmbito do requerimento potestativo apresentado pelo partido, que questionou o ministro sobre se mantinha a confiança no administrador financeiro da TAP, Gonçalo Pires.

"Não é neste momento o tempo de o Governo tirar nenhuma conclusão adicional àquelas que já tomou antes do início da comissão de inquérito", afirmou Medina, adiantando que o entendimento do executivo "é o de respeito pela comissão de inquérito", que "fará o seu trabalho".

"A comissão de inquérito iniciou agora os seus trabalhos, vai fazer um conjunto muito vasto de audições. Pode ouvir em contraditório, chamar de novo as pessoas para prestar os esclarecimentos que assim entenda", acrescentou.

Recorde-se que o administrador financeiro da TAP negou ter tido conhecimento do acordo para a saída da ex-administradora Alexandra Reis da companhia aérea.

"Não tomei a decisão nem ajudei a tomá-la", afirmou na comissão parlamentar de inquérito à gestão da TAP.

No entanto, segundo as declarações de Christine Ourmières-Widener, na sua audição, Gonçalo Pires foi informado desde o início sobre o processo da saída de Alexandra Reis.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline