06/02/2023
 
 
Mais de trinta famílias do Bairro da Jamaica começam a ser realojadas hoje

Mais de trinta famílias do Bairro da Jamaica começam a ser realojadas hoje

Miguel Silva Jornal i 17/10/2022 09:31

A ação ficará terminada esta quarta-feira e abrangerá 90 pessoas, colocando assim um ponto final à primeira fase de um processo iniciado em dezembro de 2018, segundo a autarquia.

Trinta e sete famílias do bairro Vale de Chícharos, mais conhecido por Bairro da Jamaica, no concelho do Seixal, vão ser realojadas a partir desta segunda-feira. A ação ficará terminada esta quarta-feira e abrangerá 90 pessoas, colocando assim um ponto final à primeira fase de um processo iniciado em dezembro de 2018, segundo a autarquia.

Desde dezembro de 2018 já foram realojadas 64 famílias, o que corresponde a 187 pessoas, que eram moradoras do antigo lote 10 já demolido, indicou a Câmara Municipal do Seixal (CDU).

Para proceder ao realojamento, a autarquia comprou e reabilitou habitações dispersas pelo município para integrar os moradores do Bairro da Jamaica na comunidade seixalense.

Quando foi realizado um levantamento de todas as pessoas que viviam no Vale de Chícharos – em novembro de 2017 -, a câmara contabilizou 234 famílias, cerca de 750, que teriam o direito de serem incluídas no processo de realojamento definido na altura entre a Câmara Municipal do Seixal e o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, homologado pela Secretaria de Estado da Habitação.

Já as restantes 133 famílias que ainda vão continuar a residir no bairro, a autarquia assegurou que "irá continuar a trabalhar, em conjunto com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana e com a Secretaria de Estado da Habitação, para proceder ao realojamento, o mais rápido possível".

Até ao final do ano, mais 37 famílias – que vivem nos lotes 14 e 15 - serão realojadas, ao passo que as restantes 96 serão realojadas até final de 2023, adiantou a autarquia.

"Findo este processo será concretizada a limpeza integral do terreno", explicou a Câmara Municipal do Seixal numa nota enviada à agência Lusa.

Note-se que o financiamento para este realojamento resulta de verbas provenientes de uma candidatura da Câmara Municipal do Seixal ao Plano de Recuperação e Resiliência.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline