06/02/2023
 
 
Ataques russos a Kiev e várias cidades. Autoridades registam 19 mortos e 105 feridos

Ataques russos a Kiev e várias cidades. Autoridades registam 19 mortos e 105 feridos

AFP Jornal i 11/10/2022 10:12

Mísseis atingiram sobretudo infraestruturas de energia, deixando mais de 300 localidades ucranianas sem luz. A Ucrânia já anunciou que vai interromper as exportações de eletricidade para a Europa.

Os ataques russos a diversas cidades na Ucrânia provocaram pelo menos 19 mortos e 105 feridos, informaram as autoridades ucranianas num novo balanço divulgado esta terça-feira de manhã.

"De acordo com dados preliminares, 19 pessoas morreram e 105 ficaram feridas", afirmou o serviço estatal para situações de emergência ucraniano na rede social Telegram.

No último balanço partilhado na noite de ontem, estavam indicados 14 mortos e 97 feridos nos bombardeamentos que atingiram várias cidades ucranianas, incluindo a capital de Kiev, que desde o final de junho não sofria ataques das tropas russas.

Além de Kiev, as cidades de Lviv, Dnipro, Zaporijia, Sumi, Kharkiv e Jytomyr e outras tantas foram também atingidas por mísseis russos na segunda-feira.

Os ataques danificaram gravemente a rede de eletricidade da Ucrânia, ao deixar mais de 300 localidades sem luz, explicou a mesma fonte.

Os cortes de energia estão a afetar muitas regiões, pelo que a Ucrânia terá de interromper as exportações de eletricidade para a Europa.

O Presidente da Rússia confirmou ontem a autoria dos ataques e justificou-os com o ataque “terrorista” que ocorreu no sábado contra a ponte que liga o território russo à península da Crimeia, parte do sul da Ucrânia que está anexada a Moscovo desde 2014.

Também admitiu que o objetivo dos mísseis enviados era atingir infraestruturas de energia, militares e de comunicação.

Esta manhã, já se registou um novo ataque russo na cidade de Zaporíjia, no sul do país, que tem sido atingida por bombardeamentos russos nas últimas semanas. Doze mísseis do tipo S-300 acertaram em infraestruturas civis, o que resultou na morte de uma pessoa, de acordo com o serviço estatal para situações de emergência.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline