24/04/2024
 
 
BE diz que medidas do Orçamento fazem "perder um salário por ano"

BE diz que medidas do Orçamento fazem "perder um salário por ano"

José Luís Batalha José Miguel Pires 10/10/2022 18:27

Mariana Mortágua não poupou críticas à proposta do Executivo.

Pela voz da deputada Mariana Mortágua, o Bloco de Esquerda não revelou ainda o sentido de voto do OE2023, mas sugeriu: "O que fariam os Senhores Jornalistas com um Orçamento em que os trabalhadores perdem um mês de salário?".

"Que confiança podem os pensionistas ter num Governo que atualizará em 2023, ou a partir de 2023, metade da pensão a que os pensionistas tinham direito?", questionou Mariana Mortágua, para quem este é "um Orçamento que determina o empobrecimento de quem trabalha", que vai "perder mais de um mês de salário por ano e essa perda não é compensada por este Orçamento, nem no caso dos funcionários públicos, nem no caso do aumento salarial do privado que, como sabem, o Governo não tem quaisquer condições de garantir".

Apontando o dedo às "contas certas" do Executivo de António Costa, a deputada bloquista criticou: "O que o Governo fez foi retirar qualquer limite temporal à dedução de prejuízos fiscais e é incapaz, sequer, de calcular o impacto orçamental desta medida". Nesse âmbito, referiu a situação do Novo Banco, que "teve, nos últimos cinco anos, seis mil milhões de prejuízos". Prejuízos esses que "podem agora ser deduzidos aos lucros do NB ad aeternum", pelo que "tem todo o tempo do mundo para deduzir os seus prejuízos fiscais". Uma "garantia de estabilidade", ironizou a deputada, que acusou este de ser "um compromisso e a confiança que o Governo deu e garantiu às grandes empresas".

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline