05/12/2022
 
 
Manuel Pizarro preparado para retomar negociações com Ordem dos Farmacêuticos

Manuel Pizarro preparado para retomar negociações com Ordem dos Farmacêuticos

Ricardo Castelo Jornal i 26/09/2022 22:30

As negociações foram interrompidas com a demissão da anterior ministra da Saúde Marta Temido.

O ministro da Saúde mostrou-se disponível para retomar negociações com a Ordem dos Farmacêuticos (OF) sobre as alterações na legislação da carreira.

Manuel Pizarro afirmou deixar “porta aberta para o diálogo e para a cooperação” no regresso das negociações que foram interrompidas com a demissão da anterior responsável pela pasta da Saúde, Marta Temido.

Segundo disse o bastonário da OF, Hélder Mota Filipe, à agência Lusa, a ordem quer resolver as "injustiças" da legislação, notando a falta de cerca de 300 farmacêuticos no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O novo titular da pasta da Saúde disse, à saída da comemoração do Dia do Farmacêutico e dos 50 anos da OF, que está em curso o processo de recrutamento para a 'residência farmacêutica', "que será o momento de acesso à carreira farmacêutica nos hospitais" do SNS e que vai admitir 143 profissionais numa formação que começará em 2023 e acabará em 2027, e cujo exame de admissão será realizado na quinta-feira por mais de 300 candidatos.

"Num único concurso, se resolvermos 50% das carências, acho é que um aspeto positivo, um passo na direção certa", apontou Manuel Pizarro, ao sublinhar que as "carências existentes" não se resolvem "de um dia para o outro".

Contudo, Hélder Mota Filipe tem receio do "caos" quando terminar o recrutamento devido ao aumento da falta de recursos humanos: "serão estes 300, mais os que saem para o privado e mais os que saem para a reforma".

Para resistir a estas mudanças, o bastonário disse que quer criar um mecanismo que permita "continuar a contratar farmacêuticos especialistas para o SNS" enquanto se formam os primeiros farmacêuticos do internato (residência farmacêutica). Para Manuel Pizarro, esta ideia é algo que se deve ver noutro espaço de tempo.

Note-se que a legislação da carreira farmacêutica foi instituída em 2017, mas só em 2020 foi aprovado um diploma que regulamentava a realização de um internato (residência farmacêutica) para a entrada de farmacêuticos no SNS.

O governante também adiantou que está a ser desenvolvido "um perfil de informação de saúde" para os farmacêuticos acederem à ficha clínica dos utentes.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline