02/10/2022
 
 
PS. Secretário Adjunto de PM candidato a distrital de Viana

PS. Secretário Adjunto de PM candidato a distrital de Viana

Redação 21/09/2022 08:54

Miguel Alves disse não ver incompatibilidade formal na presidência da distrital.

O secretário de Estado Adjunto de António Costa, Miguel Alves, será, apesar da recente nomeação para o Governo, recandidato à presidência da federação distrital do PS em Viana do Castelo.

“Mantenho a candidatura. Não havendo incompatibilidade formal, o vínculo, o conhecimento do território, a relação com o PS do Alto Minho e a capacidade de transformar o distrito num lugar melhor para viver, trabalhar ou visitar, mantém-se inalteráveis”, afirmou o socialista, que, de forma a assumir as novas funções a ele delegadas por António Costa renunciou ao cargo de presidente da Câmara de Caminha.

As eleições para a distrital de Viana do Castelo realizam-se a 4 de novembro, e o secretário de Estado Adjunto confessou, citado pela agência Lusa, concorrer às mesmas com “ainda mais entusiasmo”.

“Com o absoluto dever de serviço com o Alto Minho e com as pessoas da minha terra”, continuou o socialista, que, em agosto, à mesma agência noticiosa, tinha já justificado a recandidatura à liderança da federação distrital do PS de Viana do Castelo “com o caminho extraordinário que o PS tem feito, de reforço da sua posição e das suas ideias no distrito”.

Miguel Alves é líder da Federação Distrital do PS de Viana do Castelo há mais de seis anos e revelou ter assumido a recandidatura na reunião da comissão política da federação realizada no passado dia 5 de agosto. A mesma reunião em que ficaram marcadas as datas das eleições para as concelhias, que vão acontecer a 7 de outubro, e para a Federação distrital, que vão decorrer a 4 de novembro. Já o Congresso Federativo ficou agendado para 19 de novembro, em Melgaço.

 

Nomeação

Na passada quinta-feira, 15 de setembro, António Costa, propôs ao Presidente da República a nomeação do até então presidente da Câmara de Caminha para o cargo de secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, tendo tomado posse do cargo na sexta-feira.

Miguel Alves é natural de Lisboa e licenciado pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, sendo um dos dirigentes socialistas mais próximos do atual líder do Executivo. A sua entrada na equipa do primeiro-ministro encaixa-se num esforço por reforçar a coordenação política do Governo. Em Caminha, a autarquia ficou nas mãos de Rui Lages, o vice-presidente da Câmara, de 34 anos, que assume a presidência hoje na reunião ordinária do executivo, após a renúncia de Miguel Alves.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline