06/02/2023
 
 
Premier League. United impõe a primeira derrota a Gunners de pontaria afinada

Premier League. United impõe a primeira derrota a Gunners de pontaria afinada

AFP José Cabrita Saraiva 05/09/2022 22:00

Bruno Fernandes e companhia impuseram-se ao Arsenal, a equipa-sensação da Premier League. À sexta jornada, os homens comandados por Mikel Arteta experimentaram pela primeira vez o amargo sabor da derrota.

Tratava-se, literalmente, de uma prova de fogo para o Manchester United. Recebia em casa os Gunners, que têm estado com a pontaria afinada. Em cinco jogos, os homens comandados por Mikel Arteta apresentavam um registo imaculado: cinco vitórias, zero empates, zero derrotas. Com o empate do City de Guardiola frente ao Aston Villa no sábado, o Arsenal tinha até margem para ampliar a vantagem sobre os seus adversários no topo da tabela.

Mas o United de Ronaldo, Bruno Fernandes e Diogo Dalot está numa trajetória ascendente, depois de um arranque desastroso. A vitória sobre o Liverpool foi o grito de revolta dos red devils, que entraram nesta edição da Premier League com duas derrotas (1-2 em casa com o Brighton e uns escandalosos 4-0 fora com o modesto Bornemouth). Daí em diante, as coisas entraram nos carris, numa rápida recuperação que começou justamente nesse embate com o Liverpool e que levou a equipa de Erik ten Hag de volta ao seu ambiente natural.

O ‘teatro dos sonhos’ encheu-se para assistir ao espetáculo, e o público não terá dado por mal empregue o seu tempo e dinheiro. Aos 12 minutos Martinelli, rapidíssimo, isolou-se e colocou a bola fora do alcance de De Gea, mas o golo acabou invalidado por falta sobre Eriksen no meio campo. OUnited pôs-se na frente do marcador aos 35 minutos, com uma jogada coletiva que terminou nas malhas da baliza defendida por Ramsdale. Antony, que se transferiu do Ajax há poucos dias e se estreou ontem com a camisola do clube, assinou o golo.

A partida foi para o intervalo com 1-0 no marcador.

Já no segundo tempo, Bukayo Saka fez o empate quando estava transcorrida uma hora de jogo, após uma troca de passes que levou muitos a lembrarem-se de que Arteta é um discípulo de Guardiola, com de quem foi adjunto no City.
Mas a igualdade durou apenas seis minutos. Rashford, que já tinha feito a assistência no primeiro golo, marcou aos 66, após um passe soberbo de Bruno Fernandes a rasgar a linha defensiva adversária.

O mesmo Rashford fez o 3-1 ao bater dos 75 minutos, já com Ronaldo, que começou o jogo como suplente, em campo.
O Arsenal continua, ainda assim, na liderança, com 15 pontos, mais um do que o Manchester City e o Tottenham. O Manchester United é o 5.º classificado, com 12 pontos.

Quem subiu na tabela este fim de semana foi o Wolverhampton. A armada portuguesa comandada por Bruno Lage estreou-se a vencer, frente ao Southampton, com um golo solitário de Daniel Podence.

O Fulham, de Marco Silva, perdeu com o Tottenham por 2-1, mas ocupa um confortável 9.º lugar, com 8 pontos, a par do Leeds.

O Leicester é cada vez mais último, com apenas um ponto conquistado, fruto de um empate obtido logo na primeira jornada. Ou seja, perde há cinco jogos consecutivos.

Roma humilhada em udine Entretanto, em Itália, a Roma de José Mourinho perdeu a grande oportunidade de segurar a liderança da Serie A. Em visita a Udine, a equipa do Special One perdeu por uns humilhantes 4-0. O desaire começou a desenhar-se logo aos cinco minutos de jogo, quando um atraso mal medido de Rick Karsdorp deixou a bola à mercê de Destiny Udogie, que não falhou.

Já na segunda parte, dois erros comprometedores do guarda-redes português Rui Patrício, aos 56 e aos 75 minutos, permitiram à Udinese a ampliar a vantagem. Sandi Lovric fixou o resultado aos 82, fazendo o quarto golo da equipa da casa num contra-ataque venenoso.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline