07/10/2022
 
 
O que estão a planear outros países para o 3.º inverno da covid-19

O que estão a planear outros países para o 3.º inverno da covid-19

AFP Marta F. Reis 09/08/2022 08:34

Alemanha vai exigir teste negativo para visitas a hospitais e lares entre outubro e abril.

Começam a ser tornados públicos planos para responder à covid-19 no próximo outono/inverno. A Alemanha avançou na semana passada com uma apresentação formal, com o ministro da Justiça a afastar desde já quaisquer confinamentos ou recolheres obrigatórios. As máscaras serão obrigatórias nos hospitais e lares, bem como um teste negativo para aceder a estas instalações. As máscaras serão também obrigatórias em viagens de longa distância de autocarro ou comboio e voos. A decisão sobre uso de máscaras nos espaços públicos será feita a nível local, tendo sido afastada no regresso às aulas. Só serão reintroduzidas se forem necessárias para manter o ensino presencial, disse Marco Buschmann. “As crianças têm direito à educação e a um dia a dia escolar o mais despreocupado possível. O encerramento de escolas não deve ser, por isso, permitido”, afirmou.

No Reino Unido o que se sabe para já é que o reforço vacinal vai ser oferecido a todos os maiores de 50 a par da vacina da gripe. O anúncio foi feito há três semanas. O reforço vacinal será recomendado a pessoas mais novas, a partir dos 5 anos, só se fizerem parte de grupos de risco, sendo que o comité de vacinação recomendou também que recebam doses de reforço todas as grávidas ou pessoas entre os 5 e os 49 anos que vivam com doentes imunossuprimidos ou, a partir dos 16 anos, se forem cuidadores. O reforço vacinal será também dado a todos os profissionais de saúde.

Quanto a medidas, e num verão marcado pela crise política, não há uma definição. O ministro da Saúde britânico, Steve Barclay, falou no entanto nos últimos dias de um “sprint” que é necessário para os serviços de saúde se prepararem para as ameaças combinadas da gripe sazonal, covid-19 e aumento do custo de vida. Os hospitais enfrentam “desafios muito sérios”, disse.

Nos Estados Unidos, o plano é reforçar a vacinação com novas vacinas que já abarcam a subvariante BA.5 da Omicron. Vacinas que desenvolvidas pela Pfizer e Moderna que deverão ficar disponíveis em meados de setembro. O CDC disponibiliza uma calculadora de reforço no seu site que ajuda as pessoas a perceber quando devem fazer o reforço. Segundo a imprensa norte-americana os EUA compraram 171 milhões de doses destas vacinas reformuladas, que dão para um pouco mais de metade da população. 

Na Finlândia, uma das preocupações das escolas para este inverno é não a covid-19 mas a possível existência de falhas de energia que afetem o aquecimento e as redes de dados e é para isso que estão também a ser pedidos planos para os próximos meses, disse Laura Francke, da Agência Nacional da Finlândia para a Educação. Com o expectável aumento de casos de covid-19, foi dada a garantia de que haverá mecanismos para garantir o ensino a crianças de grupos de risco e que será exigida a regular limpeza de superfícies e higienização das mãos embora isso já não seja exigido por lei. M.F.R.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline