05/10/2022
 
 
Onda de calor aumenta compra de equipamentos de climatização em Portugal

Onda de calor aumenta compra de equipamentos de climatização em Portugal

AFP Jornal i 13/07/2022 17:46

De acordo com a análise do site ‘KuantoKusta’, a categoria de produtos mais pesquisada durante toda a semana passada foi a de ares condicionados portáteis. Seguiram-se as ventoinhas e, por fim, os ventiladores.

Segundo revelou na quarta-feira uma análise do site ‘KuantoKusta’ à atividade dos consumidores portugueses entre 4 e 10 de julho últimos, para fazer frente às temperaturas extremas dos últimos dias, os portugueses “estão a recorrer em força a equipamentos de climatização”, com a procura de ares condicionados e ventoinhas a subir 512% só na última semana.  
Segundo a análise - com um aumento de 1.327% face à semana anterior - a categoria de produtos mais pesquisada no ‘KuantoKusta’ durante toda a semana passada foi a de “ares condicionados portáteis”, seguiram-se as ventoinhas e, por fim, os ventiladores, com uma subida de 876%.

“Durante o mesmo período, em média, os consumidores gastaram 198,2 euros em equipamentos portáteis de ar condicionado, o que, de acordo com a análise do comparador de preços e marketplace, se traduz num aumento de 120,3%. Quanto aos ventiladores e ventoinhas, o valor médio pago por cada consumidor foi de 56,25 euros(+12%)”, explica o ‘KuantoKusta’.

“Na semana passada, apesar de não termos registado flutuações de preços significativas, verificámos uma tendência no aumento do valor investido por cada consumidor nesta tipologia de produtos. Ao longo das últimas vagas de calor, os portugueses, alinhados com o comportamento de consumo verificado um pouco por toda a Europa e pelo mundo, têm vindo a investir cada vez mais em soluções de climatização, fixas e portáteis”, explicou ainda Ricardo Pereira, diretor de marketing do ‘KuantoKusta’.

Segundo o mesmo, o ar condicionado fixo, “sendo a solução menos imediata e que requer um maior investimento”, está “menos suscetível a flutuações de procura”. Mesmo assim, registou um aumento da procura de 210% na última semana. 

De acordo com a análise, o valor médio que os consumidores gastaram nestes produtos é de 409,01 euros.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline