19/08/2022
 
 
Lisboa. Padre afastado de funções devido a troca de mensagens "inapropriadas"

Lisboa. Padre afastado de funções devido a troca de mensagens "inapropriadas"

Dreamstime Jornal i 07/07/2022 14:45

Caso vai ser remetido para a Comissão Diocesana de Proteção de Menores e Pessoas Vulneráveis

Um padre de Lisboa foi afastado de funções pelo Patriarcado depois desta entidade tomar conhecimento de uma "troca de mensagens contendo linguagem inapropriada" e remeter o caso para a Comissão Diocesana de Proteção de Menores.

Em comunicado, o Patriarcado de Lisboa informa que "tomou conhecimento de uma troca de mensagens contendo linguagem inapropriada em que está envolvido um padre do seu presbitério", apesar de não esclarecer a que paróquia pertence o sacerdote, quando aconteceu a troca de mensagens ou o seu teor.

Na nota lê-se que "o Patriarcado de Lisboa decidiu afastar preventivamente este sacerdote das funções pastorais", tendo encaminhado esta caso para "averiguação na Comissão Diocesana de Proteção de Menores e Pessoas Vulneráveis no cumprimento das indicações canónicas em vigor".

O caso vai ser investigado pela Comissão Diocesana de Proteção de Menores e Pessoas Vulneráveis, que integra o ex-procurador-geral da República José Souto Moura, sendo que também a Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica em Portugal, liderada pelo pedopsiquiatra Pedro Strecht, deverá ser informada do caso.

Recorde-se que este foi, em 2021, nomeado ainda em 2021 pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) coordenador da Comissão Independente para o Estudo dos Abusos de Menores na Igreja.

No final de junho a comissão revelou que validou, desde o início do seu trabalho, em janeiro, 338 testemunhos e enviou para o MInistério Público 17 casos.

 

 

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline