19/08/2022
 
 
Navalny acusa Kremlin de não o deixar falar com familiares

Navalny acusa Kremlin de não o deixar falar com familiares

AFP Jornal i 04/07/2022 22:19

"No Kremlin e no sistema penitenciário há gente divertidamente astuta. Acreditam que são os reis do engano. Não me deixam ligar nem à minha esposa nem à minha mãe", disse Navalny, numa mensagem publicada através do Telegram. 

Alexei Navalny denunciou esta segunda-feira que os guardas da prisão de alta segurança em que se encontra não lhe deixam falar com os familiares e acusa o Kremlin de ter dado a ordem. 

"No Kremlin e no sistema penitenciário há gente divertidamente astuta. Acreditam que são os reis do engano. Não me deixam ligar nem à minha esposa nem à minha mãe", disse Navalny, numa mensagem publicada através do Telegram. 

O principal opositor russo, de 46 anos, está cumprir sentença no centro penitenciário n.º6 de Melekhovo, na região de Vladimir, situado a este de Moscovo. "Todos os outros presos podem telefonar aos familiares regularmente, mas a mim não me deixam", disse ainda na mesma mensagem. 

A ideia, explica, é organizar o horário da chamada telefónica de uma certa maneira de mode que seja impossível de ser realizada. "Por exemplo retêm o advogado cinco horas à entrada da prisão, e pouco tempo depois dizem-me 'É a sua vez de fazer um telefonema. Pode faltar à reunião com o advogado", descreveu Navalny, acrescentando que apenas pode falar ou com os seus representantes jurídicos ou com a família. 

Já num tom provocatório, Navalny disse que esta era "uma operação carcerária especial", fazendo referência a "operação especial militar" de Putin na Ucrânia. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline