27/06/2022
 
 
Bill Cosby condenado a pagar 500 mil dólares por abuso sexual de menor em 1975

Bill Cosby condenado a pagar 500 mil dólares por abuso sexual de menor em 1975

AFP Jornal i 23/06/2022 13:19

Representante de Cosby fala em vitória e explica porquê, mas adianta que defesa de ator vai pedir recurso. " A senhora Huth nunca receberá o cheque da parte do senhor Cosby".

O ator norte-americano Bill Cosby foi condenado, por um júri de um tribunal da Califórnia, a pagar 500 mil dólares, cerca de 475 mil euros, por em 1975, na Mansão da Playboy, ter abusado sexualmente de uma adolescente, que na altura tinha apenas 16 anos.

Um representante do ator, de 84 anos, já fez saber que vai apresentar recurso e recusa a ideia de se tratar de uma vitória para Judy Huth, que acusa Cosby de abuso sexual quando esta era menor, pois não foram aplicados os chamados ‘punitive damages’, uma espécie de indemnização atribuída ao acusado para punir o seu comportamento.

Esta decisão civil, que surge quase um ano depois de a sua condenação criminal na Pensilvânia por agressão sexual ter sido descartada e de o ator ter sido libertado, foi apoiada pela maioria, mas não a totalidade, dos jurados.

"Os jurados decidiram acordar um veredicto de 500.000 dólares para Judy Huth, mas votaram nove contra três para não conceder quaisquer danos infligidos à senhora Huth", sublinhou o representante de Cosby.

Durante o processo que durou cerca de duas semanas e decorreu num tribunal e Santa Mónica, em Los Angeles, a equipa legal de Judy Huth declarou que Bill Cosby, que conheceu durante gravações de um filme, a fez beber uma grande quantidade de álcool antes de a levar para a Mansão Playboy, de Hugh Hefner, onde a agrediu sexualmente.

Judy Huth, atualmente com 64 anos, só apresentou queixa em 2014, não tendo sido instaurado qualquer processo penal pois o crime já tinha prescrito.

No entanto, a Califórnia permite processos civis interpostos por adultos que tenham sido abusados sexualmente na infância ou adolescência, ainda que já tenha passado o prazo de imputabilidade do crime.

"Daqui a algumas semanas, o advogado (de Bill Cosby) Jennifer Bonjean estará no tribunal para interpor recurso do veredicto de 500.000 dólares, o que significa que a senhora Huth nunca receberá o cheque da parte do senhor Cosby", lê-se num comunicado divulgado pelo porta-voz do ator.

Já para a advogada de Judy Huth, a soma compensatória que o ator foi condenado a pagar é é prova de o júri acreditou na vítima.

Recode-se que Bill Cosby foi publicamente acusado por cerca de 60 mulheres de ser um predador sexual calculista, que usou álcool e soporíferos para abusar sexualmente das suas vítimas. O ator negou todas as alegações e garantiu que as relações sexuais foram consentidas.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline