27/06/2022
 
 
Brasil. Encontrados corpos de jornalista e ativista mortos na Amazónia

Brasil. Encontrados corpos de jornalista e ativista mortos na Amazónia

AFP Jornal i 16/06/2022 10:41

"A noite passada obtivemos uma confissão do primeiro dos dois suspeitos detidos (...) que nos contou em pormenor como o crime foi cometido e onde os corpos foram enterrados", disse o superintendente regional da Polícia Federal. 

Foram encontrados, pelas autoridades brasileiras, restos humanos no local onde um dos principais suspeitos confessou ter assassinado Dom Pihilips, jornalista britânico, e o ativista brasileiro Bruno Araújo Pereira, numa zona remota da Amazónia, acabando o suspeito por levar a Polícia Federal à zona onde os corpos foram enterrados. 

Eduardo Fontes, o superintendente regional da Polícia Federal, indicou, em conferência de imprensa, que durante as escavações, que ainda estão a ser realizadas, encontraram os restos humanos. "A noite passada obtivemos uma confissão do primeiro dos dois suspeitos detidos (...) que nos contou em pormenor como o crime foi cometido e onde os corpos foram enterrados."

Os alegados autores do assassínio são os irmãos pescadores Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como "Pelado", que foi detido na semana passada, e Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como "Dos Santos", que foi detido na terça-feira. 

A zona onde foram encontrados os corpos, no Vale do Javarí, é de acesso "bastante complicado", fazendo com que os trabalhados estejam a demorar, disse ainda Eduardo Fontes. 

"O objetivo era encontrá-los com vida", admitiu ainda o delegado da Polícia Civil, Guilherme Torres, enviando condolências às famílias do jornalista e do ativista.

As autoridades dizem que há ainda um terceiro suspeito do crime.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline