27/06/2022
 
 
Astronauta alemão que regressou da ISS garante que guerra é visível "a olho nu" no espaço

Astronauta alemão que regressou da ISS garante que guerra é visível "a olho nu" no espaço

AFP Jornal i 25/05/2022 17:31

De acordo com o astronauta Matthias Maurer, a guerra, “era claramente visível a olho nu do espaço” e por vezes, “os eventos eram claramente reconhecíveis”, como foi o caso das “enormes nuvens de fumo sobre cidades como Mariupol”.

Ao programa Morgenmagazin da emissora alemã ARD, Matthias Maurer, astronauta alemão que acabou de regressar à Terra da Estação Espacial Internacional (ISS), garantiu que os efeitos da invasão da Rússia à Ucrânia podem ser vistos do espaço. 


Segundo o mesmo, quando em órbita, “era possível ver-se os impactos dos mísseis em Kiev, assim como as nuvens de fumo acima das cidades que foram bombardeadas”: “Quando se está no espaço, uma pessoa sente-se tão distante no início”, explicou o astronauta, de 52 anos, acrescentando que no início da guerra, “todo o país escurecia à noite.”

“Na verdade, só era possível reconhecer Kiev”, explicou. “Então era possível ver os impactos dos primeiros dias da guerra. Em Kiev, era possível ver-se os ‘relâmpagos’ à noite bem como os mísseis que a atingiram.”

Cientista de materiais, Maurer, tornou-se o 12º astronauta alemão no espaço e juntou-se a três outros tripulantes quando viajaram para a ISS em 11 de novembro de 2021, para uma missão chamada ‘Cosmic Kiss’. 

Durante 177 dias em órbita, este realizou dezenas de experiências relativas à saúde humana e ciência dos materiais. Regressou depois no Crew Dragon Endurance, no Golfo do México, a 6 de maio.

De acordo com o astronauta, a guerra, “era claramente visível a olho nu do espaço” e por vezes, “os eventos eram claramente reconhecíveis”, como foi o caso das “enormes nuvens de fumo sobre cidades como Mariupol”. 

Além disso, Maurer garantiu que a sua visão das coisas de cima da Terra durante a guerra, “ironicamente o fez sentir-se muito mais próximo da guerra na Ucrânia do que teria feito se tivesse permanecido na Alemanha”.

“A nossa Terra é, na verdade, apenas um pequeno planeta em comparação com o que há lá fora. A guerra vista de cima é cem vezes mais irracional do que vista no chão”, rematou.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline