12/08/2022
 
 
Adeus, telefones! Olá, WiFi! Cabines telefónicas desaparecem de Nova Iorque

Adeus, telefones! Olá, WiFi! Cabines telefónicas desaparecem de Nova Iorque

Instagram/LinkNYC Jornal i 24/05/2022 17:31

O último telefone público que estava na Sétima Avenida, uma das mais influentes em Nova Iorque, foi retirado esta segunda-feira.

Era uma vez uma cabine telefónica nos Estados Unidos… O último telefone público que estava na Sétima Avenida, uma das mais influentes em Nova Iorque, foi retirado esta segunda-feira.

A remoção deste aparelho telefónico – muito usado no virar do século XXI – começou em 2015, segundo indica a CBS News, e tem sido substituído por quiosques da empresa de tecnologia LinkNYC que oferecem WiFi de alta velocidade gratuito nas ruas de Nova Iorque e em breve terão cobertura 5G.

"Como um nova-iorquino, despedir-me do último telefone público de rua é agridoce devido ao lugar de destaque que ocupam na paisagem física da cidade há décadas", apontou Matthew Fraser, comissário do Gabinete de Tecnologia e Inovação, numa declaração, citada pela mesma fonte.

No entanto, a evolução digital continua a progredir “para satisfazer as exigências das nossas necessidades de comunicação diárias", vincou Matthew Fraser.

Desde a instalação dos outdoors digitais, mais de três mil milhões de pessoas tiveram acesso a WiFi na Grande Maçã. Estes aparelhos fornecem ainda dados sobre a cidade, notícias, metereologia e agenda cultural.

A antiga cabine telefónica vai ganhar uma nova vida no Museu da Cidade de Nova Iorque, onde fará parte da nova exposição "Analog City", que retrata a vida citadina antes dos computadores.

No entanto, por muito que já não hajam telefones públicos em Nova Iorque, a LinkNYC diz que estes ainda podem existir em propriedades privadas. Até à data, restam quatro cabines, mas não se sabe se os telefones estão ativos.

No Reino Unido, as cabines telefónicas também já começaram a desaparecer das ruas, em 2018, depois de se ter verificado que grande parte estavam fora de serviço. Este símbolo britânico não foi esquecido, sendo que algumas cabines foram remodeladas e vendidas como objetos de arte representativa de tempos que a comunicação era menos instantânea.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline