27/06/2022
 
 
Fragata portuguesa parte para integrar as forças da NATO esta quarta-feira

Fragata portuguesa parte para integrar as forças da NATO esta quarta-feira

Facebook Jornal i 24/05/2022 16:00

É a nona vez que a fragata Corte-Real se junta a Força Naval. 

A fragata Corte-Real vai partir esta quarta-feira da Base Naval de Lisboa para integrar a Força Naval da NATO, onde se manterá até ao dia 16 de setembro, informou hoje a Marinha Portuguesa. 

A embarcação irá integrar a Força Naval 'Standing NATO Maritime Group 1 (SNMG1)', "no âmbito do empenhamento das Forças Armadas no domínio internacional, em apoio à ação externa do Estado no setor da Defesa, tendo em vista uma cooperação estruturada com Organizações Internacionais, nomeadamente através do emprego de Forças Nacionais Destacadas em ações no âmbito da segurança cooperativa ou coletiva", explica a autoridade. 

A sua função é "dotar a NATO de uma capacidade naval permanente e de disponibilidade imediata para conduzir operações militares para intervenção num largo espectro de atividades", explicam ainda.

Esta será a nona vez que a fragata portuguesa vai integrar esta força naval, destinada a contribuir para a segurança da Aliança Atlântica. 

A fragata Corte-Real é comandada comandada pelo capitão-de-fragata Luís Carmo Falcato e possui uma guarnição de 176 militares, que inclui duas equipas do pelotão de abordagem do Corpo de Fuzileiros e uma equipa de mergulhadores, sendo que a Força Naval é comandada pelo Comodoro Ad van de Sande, da Marinha Real dos Países Baixos e composta pelo navio-almirante HNLMS De Zeven Provinciën (Países Baixos) e pelos navios HMCS Halifax (Canadá), FGS Erfurt (Alemanha), HNLMS Karel Doorman (Países Baixos) e FGS Spessart (Alemanha).

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline