24/05/2022
 
 
Covid-19. Portugal regista 99.866 novos contágios e 142 óbitos numa semana

Covid-19. Portugal regista 99.866 novos contágios e 142 óbitos numa semana

Beatriz Pequeno Jornal i 13/05/2022 21:14

Desta forma, identifica-se um aumento de 23.746 casos em comparação com os cinco dias anteriores, assim como de 15 mortes. Os restantes parâmetros de avaliação sobre a situação epidemiológica também estão a subir. 

Na semana de 3 a 9 de maio, Portugal registou 99.866 casos de covid-19 e 142 mortes associadas ao vírus, anunciou a Direção-Geral da Saúde (DGS) nos dados divulgados, esta sexta-feira.

Desta forma, identifica-se um aumento de 23.746 casos em comparação com os cinco dias anteriores, assim como de 15 mortes.

Quanto aos dados geográficos, o Norte foi a região que diagnosticou o maior número de casos (35.993), seguindo-se de Lisboa e Vale do Tejo (29.047), Centro (20.986), Alentejo (5.759), Algarve (3.519), Açores (3.368), e Madeira (1.194).

De notar que foi a faixa etária dos 20 aos 29 anos que reportou o maior aumento no número de casos (3.270), embora, em termos globais, tenha sido entre as pessoas dos 40 aos 49 anos que se verificou um maior número de infeções (17.090).

Também foi a região mais a norte de Portugal que contabilizou mais vítimas mortais (54), seguindo-se do Centro (36), Lisboa e Vale do Tejo (36), Alentejo (12), Algarve (9), e Açores (4). Só a Região Autónoma da Madeira não registou mortes no período analisado.

Relativamente à taxa de incidência, situa-se neste momento nos 970 casos por 100 mil habitantes, pelo que sofreu uma subida de 31% face à semana passada. Já o R(t) encontra-se nos 1,13.

Na semana analisada, estiveram internadas 1.207 infetados, mais 88 em relação ao número registado pela DGS na última avaliação semanal, e 59 em unidades de cuidados intensivos, menos uma.

Ao contrário dos novos contágios, a faixa etária com mais internados nos hospitais portugueses foi a dos maiores de 80 anos (565), apesar de o grupo dos 70 aos 79 anos tenha sido aquele com mais doentes em unidades de cuidados intensivos (17).

Quanto à taxa de mortalidade, é agora de 14 óbitos por milhão de habitantes a sete dias, o que significa um aumento de 12%.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline