20/05/2022
 
 
Campeonato. Da Luz ao Dragão, FC Porto é o novo campeão

Campeonato. Da Luz ao Dragão, FC Porto é o novo campeão

AFP Laura Ramires 09/05/2022 12:36

FC Porto conquistou o 30.º título de campeão. Com o terceiro troféu alcançado em cinco anos, Sérgio Conceição junta-se ao lote de treinadores tricampeões. 

Ganhar o campeonato nacional é a prioridade de qualquer clube português, com natural destaque para os ‘três grandes’. E quando se atinge a meta no terreno de um dos principais rivais, a conquista torna-se ainda mais saborosa. E foi isso mesmo que o FC Porto conseguiu no último sábado, no jogo da penúltima jornada do campeonato 2021/22, repetindo o feito dos dragões de André Villas-Boas, quando há 11 anos também conquistaram a Liga portuguesa frente ao Benfica de Jorge Jesus, no Estádio da Luz (vitória portista por 1-2) – o 25.º título de campeão dos azuis e brancos ficaria para sempre na memória dos adeptos do futebol português também graças ao banho de rega proporcionado aos novos campeões, além dos festejos portistas às escuras.

No passado dia 7 de maio, o Benfica estava consciente de que um empate era suficiente para os azuis e brancos darem logo ali início à festa do título e, por isso, só a vitória encarnada garantia que o desfecho da Liga fosse empurrado para a 34.ª e última jornada. Assim, a equipa de Nélson Veríssimo ainda fez acreditar que o último cenário era de facto possível, especialmente após o golo apontado por Darwin Núñez nos primeiros minutos da segunda parte – mas o VAR indicou posição irregular do avançado uruguaio e melhor marcador do campeonato nacional por dois centímetros.

A igualdade no marcador manteve-se até ao final do tempo regulamentar, momento em que Zaidu garantiu que as faixas de campeão vinham acompanhadas pelo triunfo portista (94’). Com a vitória, o FC Porto chegou aos 88 pontos na Liga e garantiu o 30.º título de campeão, numa época que ficou marcada pelas saídas pesadas de estrelas como Luis Díaz (Liverpool), Sérgio Oliveira (Roma) ou Jesús Corona (Sevilha).

A cumprir a quinta temporada no FC Porto, Sérgio Conceição somou o terceiro título de campeão nacional ao serviço dos dragões. Atualmente com 47 anos, o treinador natural de Coimbra venceu a prova pela primeira vez em 2017/18, época em que chegou à Invicta para render Nuno Espírito Santo. Repetiu o triunfo em 2019/20 e carimbou agora o tricampeonato. Com este registo, Sérgio Conceição coloca-se ao lado de  Artur Jorge (1985, 1986 e 1990) e Jesualdo Ferreira (2010, 2014 e 2015), os únicos que até aqui tinham celebrado o campeonato nacional em três ocasiões com o FC Porto. Mais: Sérgio Conceição torna-se ainda o 13.º treinador a conquistar a prova pela terceira vez (além dos já mencionados Artur Jorge e Jesualdo Ferreira, consegue a proeza também alcançada por Jorge Jesus,  Rui Vitória, Lippo Herczak, Jozef Szabo, Janos Biri, Béla Guttman, Jimmy Hagan, Randolph Galloway, Fernando Riera e Sven-Goran Eriksson).

Com 30 campeonatos conquistados, o FC Porto poderia igualar as três estrelas exibidas no equipamento das águias (cada uma delas representa a conquista de 10 Ligas portuguesas), embora os números gerais ainda separem os dois clubes. O Benfica continua a ser o clube mais vitorioso na competição, com 37 triunfos, seguido então pelo FC Porto. Já o Sporting surge em terceiro, com 19 campeonatos nacionais, o último dos quais conquistado em 2021, em contexto pandémico.

Campeão nacional pela 30.ª vez, o emblema azul e branco passa a ter um total de 80 títulos no palmarés – aos 30 títulos de campeão nacional juntam-se 17 Taças de Portugal, 22 Supertaças, duas Taças/Ligas dos Campeões, duas Taças UEFA/Liga Europa, uma Supertaça Europeia, dois títulos no Campeonato do Mundo de Clubes e quatro Campeonatos de Portugal.

O número coloca os dragões cada vez mais perto de igualar o rival Benfica, com 83 ou 84 títulos, se for contabilizada a Taça Latina conquistada em 1949/50. Refira-se que, destes 80 troféus, 64 foram conseguidos na presidência de Pinto da Costa. Há 40 anos na liderança do clube, o presidente portista acaba de alcançar o seu 23.º campeonato nacional. 

Mas a época ainda não está terminada para os dragões, que vão procurar atualizar brevemente e mais uma vez a lista de troféus. No dia 22 de maio, no Jamor, o FC Porto vai tentar a dobradinha, jogando a final da Taça de Portugal contra o Tondela. Sérgio Conceição vai tentar vencer mais uma vez a prova, depois da conquista de 2020 diante do Benfica. O_treinador portista procura, de resto, o sétimo troféu em cinco anos no leme do clube azul e branco: além dos três campeonatos e da Taça de Portugal, exibe mais duas Supertaças no currículo (2019 e 2021).

Mas ainda antes do novo encontro decisivo, o dragão vai fechar oficialmente os compromissos relacionados com o campeonato, no domingo (15 de maio), frente ao Estoril, onde vai receber e levantar a taça de campeão nacional à frente dos seus adeptos, naquela que será a segunda parte de uma festa que foi iniciada na Luz. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline