29/06/2022
 
 
Menor de 14 anos suspeito de atear fogo a uma sala de aula em Campo Maior

Menor de 14 anos suspeito de atear fogo a uma sala de aula em Campo Maior

AFP Jornal i 03/05/2022 18:02

O caso aconteceu na Escola Secundária de Campo Maior, Portalegre, na segunda-feira de manhã.

Segundo o auto de notícia enviado na terça-feira pela GNR de Portalegre para o Ministério Público, um jovem de 14 anos, é suspeito de ter provocado um incêndio numa das salas de aulas da sua escola em Campo Maior (Portalegre).

O caso aconteceu na Escola Secundária de Campo Maior, na segunda-feira de manhã, e segundo o capitão André Machado, do Comando de Portalegre da GNR, existe uma "prova testemunhal de que foi aluno em causa que provocou o foco de incêndio”: "Temos uma prova testemunhal de que foi um dos alunos que ateou o fogo dentro da sala de aula, a uma árvore de Natal que ainda lá estava, e depois acabou por provocar danos no mobiliário e no teto", explicou o responsável à agência Lusa que tentou contactar a direção da escola, mas sem sucesso. 

Apesar disso, citado pela Rádio Elvas, o diretor do Agrupamento de Escolas de Campo Maior, Jaime Carmona, afirmou que, na sequência do incêndio, os alunos "foram de imediato encaminhados" para a rua. De acordo com o diretor, o fogo foi extinto por um funcionário do estabelecimento de ensino, "com recurso a um extintor". 

O oficial da GNR explicou ainda que, após a entrega do auto de notícia, cabe agora às autoridades judiciais "interpretarem os factos", já que o aluno é menor de idade.

Por sua vez, uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre adiantou à mesma agência que o alerta foi dado às 11:58 de segunda-feira, tendo sido enviados para o local oito operacionais, auxiliados por quatro viaturas.

Normalmente, neste tipo de casos, é aplicada a Lei Curricular Educativa (não dependendo este caso diretamente do Código Penal).

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline