07/07/2022
 
 
Relação confirma condenação de Adelino Caldeira por agressão

Relação confirma condenação de Adelino Caldeira por agressão

Dreamstime Jornal i 20/04/2022 17:04

Adelino Caldeira, Vice-Presidente do Futebol Clube do Porto e Administrador da sua Sociedade Anónima Desportiva, agrediu Nuno Lobo, Presidente da Direção da Associação de Futebol de Lisboa, durante um jogo da temporada 2013/14.

O Tribunal da Relação de Lisboa confirmou a decisão do Tribunal de Primeira Instância, no âmbito do Processo-Crime que opôs o Presidente da Direcção da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), Nuno Lobo, ao Vice-Presidente do Futebol Clube do Porto e Administrador da sua Sociedade Anónima Desportiva, Adelino Caldeira.

"O mencionado Processo-Crime já transitou em julgado, estando, por isso, definitivamente, concluído", lê-se no comunicado da AFL. A condenação remonta ao dia 22 de setembro de 2013 quando, no Estádio Doutor António Coimbra da Mota, na Amoreira (Estoril), em jogo relativo à 5.ª jornada da Primeira Liga, durante a Época Desportiva de 2013/2014, onde o Grupo Desportivo Estoril Praia e o Futebol Clube do Porto estiveram frente a frente. Na altura, Nuno Lobo foi agredido por Adelino Caldeira, espoletando o processo que culminou agora na confirmação da condenação do Vice-Presidente do FCP.

"Em face da decisão ora proferida, com a qual a Associação de Futebol de Lisboa não pode deixar de se congratular, realce-se a condenação do agressor", continua a AFL em comunicado, esperando que com tal decisão, "que condena um episódio de violência desportiva ocorrida, nos últimos anos, num recinto desportivo em Portugal, este tipo de comportamentos censuráveis, sejam, definitivamente, banidos do futebol e do desporto português".

Adelino Caldeira foi, desta forma, condenado a pagar 140 dias de multa à taxa de 15 euros por dia, num total de 2.100 euros, por crime de ofensa integridade física simples.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline