24/06/2022
 
 
José Cabrita Saraiva 12/04/2022
José Cabrita Saraiva
Opinião

jose.c.saraiva@ionline.pt

As picaretas do exército russo

Tinha toda a razão Boris Johnson quando, em fevereiro último, avisou que a Rússia estava a planear “a maior guerra na Europa desde 1945”.

Na altura o vaticínio parecia exagerado, mas hoje podemos ver que acertou na mouche. O_embate que se avizinha no Donbass, para onde têm convergido tropas de ambos os lados, será talvez o mais parecido a que assistimos até agora com as batalhas de há 80 anos, como notou o ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano.

Ao que tudo indica, depois de os planos iniciais não lhes terem corrido de feição, os russos decidiram seguir um princípio elementar da física:_quanto mais concentrada a força sobre um ponto, maior a sua eficácia. É por causa disso que as picaretas, os berbequins e os martelos pneumáticos terminam numa extremidade pontiaguda. E não parece disparatado presumir-se que as picaretas do exército russo, se já fizeram estragos terríveis, a partir de agora serão ainda mais destrutivas.

Toda esta devastação e orgia de violência contrasta, naturalmente, com a imagem que o Kremlin tenta fazer passar do conflito. Na Europa não temos acesso aos noticiários dos meios russos, mas a forma como Moscovo comunica as incidências da guerra é eloquente. É impossível não reparar na postura serena, contida, de Igor Konashenkov, o porta-voz do exército russo._Este antigo engenheiro de 55 anos especializado em radioeletrónica não fala de forma agressiva ou ressabiada. Com os seus óculos de aros finos, antes parece um professor a dar uma aula. As suas declarações são captadas em ambientes limpos, onde prevalece a tecnologia. Ao ouvi-lo, quase nos sentiríamos a concordar com o poeta italiano Filippo Tomaso Marinetti, que disse que a guerra é “a única higiene do mundo”.

Mas não, não é. E os soldados russos nunca foram conhecidos pela sua delicadeza. A guerra é um negócio sujo, como mostram à saciedade as imagens dos escombros, dos cadáveres e das fachadas esburacadas e enegrecidas. E_tudo indica que ainda vá ficar mais.

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline