16/08/2022
 
 
Bom desempenho do mercado chinês atrai investidores estrangeiros

Bom desempenho do mercado chinês atrai investidores estrangeiros

AFP Oficina i /Publicidade Institucional | Conteúdo patrocinado 03/03/2022 16:00

Contrariando o pano de fundo de uma epidemia ainda grave e de uma recessão global do investimento direto internacional, a China conseguiu atrair empresas estrangeiras para investir, graças às vantagens do seu megamercado.

Conteúdo Patrocinado. Artigo publicado em parceria com a Associação Portuguesa de Imprensa 

Dados divulgados pelo Ministério do Comércio chinês revelam que em janeiro deste ano, excluindo os setores bancário, de títulos e seguros, o investimento estrangeiro na China atingiu mais de 14 mil milhões de euros, um aumento de 11,6% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Para a China, este impressionante número não só constitui um êxito para o início do ano económico, mas, mais importante ainda, envia para o exterior a mensagem de que os investidores estrangeiros continuam confiantes no mercado chinês e que permanece forte a atratividade da China como destino de investimento.

Os investidores estrangeiros apostam na China porque o mercado chinês lhes dá lucros consideráveis. Ainda há dias, o Governo Municipal de Xangai realizou a sua primeira cerimónia de assinatura de acordos para investimento estrangeiro em 2022. Foram abrangidos 53 projetos, representando um total de cerca de 5 mil milhões de euros, nas áreas da biomedicina, informática, automóveis e vestuário. Desses projetos, duas dezenas ultrapassam os 90 milhões de euros.

Contrariando o pano de fundo de uma epidemia ainda grave e de uma recessão global do investimento direto internacional, a China conseguiu atrair empresas estrangeiras para investir, graças às vantagens do seu megamercado.

O PIB da China cresceu 8,1% em 2021, continuando a liderar as principais economias mundiais. O total das vendas a retalho de bens de consumo excedeu os 5 triliões de euros, mais 12,5% do que no ano anterior. E o investimento em ativos fixos excedeu os 7 triliões de euros, um aumento de 4,9% relativamente a 2020. A procura interna contribuiu com 79,1% para o crescimento económico, tornando-se a maior força de atração para esse crescimento.

O facto de os investidores estrangeiros estarem tão interessados no mercado chinês deve-se também à contínua otimização do "ambiente suave" para o investimento na China.

O governo chinês continuou a reduzir a lista de setores que ainda não estão abertos ao capital externo e promoveu 22 medidas de incentivo ao investimento estrangeiro.

A China garante que continuará a expandir a sua abertura ao mundo exterior e criará um ambiente empresarial mais orientado para o mercado internacional, compartilhando com todo o Mundo os lucros do desenvolvimento.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline