02/10/2022
 
 
Atentato à FCUL. Exames decorreram com normalidade

Atentato à FCUL. Exames decorreram com normalidade

Ana Antunes Jornal i 13/02/2022 09:41

Faculdade de Ciências da Univerdade de Lisboa agradece apoio à manutenção da normalidade e afirma que não pretende voltar a prestar declarações sobre a situação. 

Num comunicado enviado este sábado às redações, a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa afirma que as provas de avaliação realizadas nos dias 11 e 12 de fevereiro decorreram de maneira normal, sem que se tenha sentido um absentismo superior ao habitual.

O esclarecimento vem na sequência de ter sido divulgado, na passada quinta-feira, que um aluno se preparava para, no dia seguinte, atacar o local. Foram vários os alunos que pediram o adiamento das provas, contudo, isso não aconteceu. 

A faculdade "agradece a toda a Comunidade a confiança demonstrada, e a contribuição dada por cada um para a tranquilidade e civismo com que decorreram as atividades académicas durante este período, não querendo deixar de fazer um agradecimento muito particular aos alunos, às suas famílias e aos docentes envolvidos".

No comunicado, lê-se ainda que a instituição agradece às autoridades, à associação de estudantes e ao gabinete de apoio psicológico pela contribuição para a manutenção do sentimento de normalidade, acrescentando que não pretende voltar a prestar quaisquer declarações sobre a situação.

Recorde-se que, na passada quinta-feira, a Polícia Judiciária revelou ter detido um jovem de 18 anos e apreendido diversas armas proibidas, impedido assim que este realiza-se um massacre que teria como alvo os estudantes daquela faculdade da universidade de Lisboa. João, um estudante do primeiro ano da licenciatura em engenharia informática, era considerado pelos colegas como um "lobo solitário", com comportamentos que verificavam ansiedade em relação a atividades sociais. 

Na sexta-feira, o jovem, presente a tribunal, viu-lhe ser aplicada a medida de coação mais gravosa após ser indiciado pelos crimes de terrorismo e detenção de arma proibida: prisão preventiva. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline