06/02/2023
 
 
Van Dunem diz que ciberataques são uma "preocupação", mas Portugal está "preparado na medida do possível"

Van Dunem diz que ciberataques são uma "preocupação", mas Portugal está "preparado na medida do possível"

Diana Tinoco Jornal i 10/02/2022 18:28

A ministra da Justiça e da Administração Interna realçou que este tipo de crimes está a evoluir de uma forma "muito rápida". Para além de existirem “tecnologias disruptivas”, o cibercrime, "que já vinha crescendo antes da pandemia, agravou-se no contexto pandémico”.

A onda de ataques informáticos que têm causado perturbações nos vários serviços em Portugal é uma preocupação para a ministra da Justiça e da Administração Interna, Francisca Van Dunem, que atinge todos, ao notar que nenhum país ou instituição está “imune” que tal aconteça. Dentro daquilo que "conhece e os risco que atravessa", Portugal está "preparado na medida do possível", considerou a ministra, esta quinta-feira. 

Francisca Van Dunem, à margem da inauguração das novas instalações do Estabelecimento Prisional em Viseu, garantiu aos jornalistas que o ministério da Justiça “criou todas as condições” para que a Polícia Judiciária (PJ) estivesse “apetrechada” com mecanismos para combater o cibercrime. “Existe uma unidade especial”, referiu a ministra, ao assinalar que dispõe dos “meios técnicos” e “tecnológicos” para “reagir a este tipo de situação”.

Não obstante, a ministra realçou que este tipo de crimes está a evoluir de uma forma "muito rápida". Para além de existirem “tecnologias disruptivas”, o cibercrime, "que já vinha crescendo antes da pandemia, agravou-se no contexto pandémico”.

Para prevenir um sentimento de insegurança, será necessário "acompanhar e ter formação em permanência. As instituições têm de estar preparadas" e criar uma relação de apoio entre as congéneres internacionais para que exista um “ciberespaço com segurança”, sublinhou Van Dunem.

A Agência da União Europeia para a Cibersegurança (ENISA) confirmou hoje que está a “acompanhar de perto” os recentes ciberataques em Portugal, ao prestar apoio à equipa portuguesa de resposta de emergência membro da rede europeia.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline