02/12/2022
 
 
BE assume "derrota pesada" e diz que "não foi capaz de comunicar" razões do chumbo do OE

BE assume "derrota pesada" e diz que "não foi capaz de comunicar" razões do chumbo do OE

Bruno Gonçalves Jornal i 05/02/2022 20:37

Mesa Nacional do BE esteve reunida para analisar os resultados eleitorais. 

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) assumiu, este sábado, a “derrota pesada” nas eleições legislativas do passado domingo. Segundo Catarina Martins, o partido não conseguiu “comunicar as razões profundas do chumbo do Orçamento do Estado”.

“O Bloco de Esquerda reconhece que não foi capaz de comunicar as razões profundas do chumbo do Orçamento do Estado (OE)”, disse a coordenadora do BE em declarações aos jornalistas, depois de a Mesa Nacional do partido ter estado reunida para analisar os resultados eleitorais. Catarina Martins acrescentou que quando a Mesa Nacional “decidiu os chumbos dos orçamentos do Estado tinha consciência dos riscos eleitorais que comportava” essa decisão. Contudo, uma decisão contrária levaria a que os bloquistas não fossem “fiéis ao mandato”.

“Essa decisão foi muito difícil de explicar num cenário de absoluta chantagem do PS. Na campanha aconteceu também um fenómeno artificial - sabemos hoje - de bipolarização em que cavou muito medo à esquerda de um Governo do PSD que pudesse ser suportado na direita mais radicalizada, nomeadamente no Chega”, disse.

Segundo a líder do BE, esse “medo à esquerda” levou “a um grande voto útil da esquerda no PS, tendo causado uma perda eleitoral maior do que a Mesa Nacional tinha previsto ou tinha ponderado nestas eleições”.

“O Bloco de Esquerda contribuiu para isso porque acreditámos naquilo que os estudos nos diziam e direcionámos a nossa campanha também para o combate à direita porque nos pareceu que era prioritário neste momento”, disse.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline