24/05/2022
 
 
Reino Unido adverte para "sanções sem precedentes" contra Rússia

Reino Unido adverte para "sanções sem precedentes" contra Rússia

@Dreamstime Jornal i 25/01/2022 11:57

Downing Street alertou para "sanções sem precedentes" contra Moscovo caso ocorresse uma invasão.

O presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, insistiu na existência de uma unidade "total" entre as potências ocidentais após conversações de crise com líderes europeus sobre a forma de dissuadir a Rússia de um ataque contra a Ucrânia, uma vez que Downing Street alertou para "sanções sem precedentes" contra Moscovo caso ocorresse uma invasão.

"Tive uma reunião muito, muito, muito boa. Unanimidade total com todos os líderes europeus", disse Joe Biden aos jornalistas, pouco depois de terminar uma videoconferência de uma hora e 20 minutos na segunda-feira passada com líderes aliados da Europa e da NATO. Os EUA colocaram 8.500 tropas em alerta máximo para se deslocarem ao continente europeu enquanto a NATO reforçava as suas fronteiras orientais a meio das tensões crescentes sobre a Ucrânia.

Em Londres, o gabinete do primeiro-ministro Boris Johnson disse também que "os líderes concordaram com a importância da unidade internacional face à crescente hostilidade russa". Downing Street disse que o grupo salientou que as discussões diplomáticas com a Rússia continuam a ser a primeira prioridade, mas que a nação seria atingida com "respostas de retribuição rápidas" se uma "nova incursão russa na Ucrânia" ocorresse.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline