29/05/2022
 
 
Pandemia aumentou desigualdade na educação, reconhece União Europeia

Pandemia aumentou desigualdade na educação, reconhece União Europeia

Dreamstime Jornal i 23/01/2022 19:04

“Mesmo antes da pandemia, 260 milhões de crianças e adolescentes em todo o mundo não recebiam educação”, diz UE.

“A pandemia exacerbou as desigualdades na educação com um impacto desproporcional em grupos desfavorecidos em todo o mundo”. A garantia foi dada pelo Alto Representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, na véspera do Dia Internacional da Educação.

Segundo a informação, “mesmo antes da pandemia, 260 milhões de crianças e adolescentes em todo o mundo não recebiam educação”. Já os restantes “nem sempre tiveram acesso a uma educação de qualidade”.

Josep Borrel destacou ainda que a educação é “essencial para a recuperação global e para o alcance de todos os objetivos de desenvolvimento sustentável”.

E acrescentou: “É um direito fundamental e a base de sociedades resilientes, pacíficas e sustentáveis. A educação é a base e um catalisador para a transição verde. Ela permite que os cidadãos aproveitem as oportunidades do desenvolvimento digital”.

Nas suas palavras, o responsável disse ainda que a educação “oferece esperança e proteção aos afetados por crises humanitárias e deslocamentos forçados” e que, quando é de qualidade “é uma parte vital do desenvolvimento de todas as crianças e jovens”.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline