24/05/2022
 
 
Ministério Público reabre processo do acidente na A6 para investigar Cabrita por homicídio negligente

Ministério Público reabre processo do acidente na A6 para investigar Cabrita por homicídio negligente

João Porfírio Jornal i 13/01/2022 19:28

Associação assistente no processo reclamou que a acusação era omissa em relação à conduta de Eduardo Cabrita. MP dá razão e reabre invetigação para averiguar responsabilidade criminal do antigo ministro.

O Ministério Público determinou a reabertura da investigação ao atropelamento mortal de um trabalhador na A6 no acidente que envolveu o carro do antigo ministro da Administração Interna, procurando agora averiguar a responsabilidade criminal de Eduardo Cabrita.

O ex-governante deverá agora ser constituído arguido por suspeitas do crime de homicídio negligente por omissão, avançou a CNN Portugal, esta quinta-feira.

De acordo com aquele órgão, a decisão decorre após a Associação dos Cidadãos Auto-Mobilizados (A-CAM), assistente no processo, ter entregue, na terça-feira, um requerimento de intervenção hierárquica, ao magistrado do Ministério Público coordenador da comarca de Évora, para tentar responsabilizar o antigo ministro.

No documento, a associação alegava que a acusação, que visou apenas o motorista do ministro, era omissa em relação à conduta de Eduardo Cabrita, que seguia na viatura oficial que atropelou mortalmente um trabalhador na A6.

Segundo a (A-CAM), os autos têm matéria suficiente para acusar criminalmente Eduardo Cabrita e Nuno Dias, responsável pela segurança do então governante.

Agora, o diretor do DIAP de Évora, o procurador José Carlos Franco, vem dar razão ao requerimento, considerando que essa alegada responsabilidade do ministro não foi e devia ter sido averiguada no inquérito. Neste sentido, deu ordem formal de reabertura do processo.  

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline