25/01/2022
 
 
Justiça alemã condena ex-agente dos serviços secretos sírios a prisão perpétua

Justiça alemã condena ex-agente dos serviços secretos sírios a prisão perpétua

@Dreamstime Jornal i 13/01/2022 18:40

É o primeiro caso em que um alto funcionário do regime de Bashar al-Assad é considerado culpado de crimes contra a humanidade.

A justiça alemã condenou um antigo oficial de inteligência sírio a prisão perpétua num caso que, segundo o chefe dos direitos da ONU, poderia levar à responsabilização de outros indivíduos de "crimes indescritíveis" de guerra.

Anwar Raslan, um antigo coronel leal ao regime que mais tarde desertou e obteve asilo na Alemanha, foi considerado pelo juiz do tribunal regional superior de Coblença como tendo supervisionado o assassinato de pelo menos 27 pessoas e a tortura de pelo menos 4.000 prisioneiros num centro de detenção em Damasco.

É o primeiro caso em que um alto funcionário do regime de Bashar al-Assad é considerado culpado de crimes contra a humanidade.

O veredito histórico refere ainda os crimes de Raslan contra a humanidade, como 25 casos de danos corporais perigosos, dois casos de violação e coação sexual, dois casos de abuso sexual, 14 casos de privação de liberdade com duração superior a uma semana, e dois casos de rapto.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline