28/01/2022
 
 
Texugo que procurava comida descobre moedas romanas com mais de 16 mil anos

Texugo que procurava comida descobre moedas romanas com mais de 16 mil anos

Cadernos de Pré-História e Arqueologia Jornal i 12/01/2022 18:20

O pequeno animal terá descoberto a “maior coleção de moedas romanas encontrada no norte da Espanha”.

 

Arqueólogos espanhóis revelaram que um tesouro de 209 moedas romanas foi descoberto no noroeste da Espanha graças a um texugo que procurava comida. Segundo os responsáveis, este é “um achado excepcional”. 

As moedas que possuem cerca de 16 mil anos foram descobertas em abril de 2021 na caverna La Cuesta, em Bercio, na região das Astúrias. De acordo com os cientistas que escreveram nos Cadernos de Pré-História e Arqueologia, publicados pela Universidade Autónoma de Madrid, provavelmente estas foram desenterradas por um texugo que procurava comida durante a tempestade de neve que paralisou o país em janeiro do ano passado.

Nessa altura, muitos eram os animais que lutavam para conseguir encontrar alimento: bagas, vermes ou insetos para comer. O texugo em questão acabou apenas por encontrar “um punhado de discos de metal não comestíveis”, que depois foram parar às mãos de um morador local. 

Segundo os investigadores, a maioria das moedas da era romana tardia “têm origem no norte e leste do Mediterrâneo de Antioquia, Constantinopla, Tessalónica, que mais tarde passaram por Roma e Arles e Lyon no sul da França”, e foram provavelmente transferidas para o noroeste de Espanha no “contexto de instabilidade política”, em particular durante a invasão dos suevos, um povo germânico, que avançou para a parte noroeste da península ibérica no século V.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline