23/01/2022
 
 
Grupo Metallica recorre a cães pisteiros para detetar covid-19 em digressão

Grupo Metallica recorre a cães pisteiros para detetar covid-19 em digressão

AFP Jornal i 09/01/2022 12:24

Já são vários os artistas que têm recrutado os serviços de cães treinados para detetar presença de covid-19. Entre eles estão os Metallica que até agora não viram nenhum cão “falhar”.  

 

Os Metallica são uma das bandas que têm recorrido a cães treinados para detetar a presença de covid-19 na sua plateia, de forma a poderem manter ativas as suas digressões.

Em entrevista à revista de música Rolling Stone, Jerry Johnson, diretor executivo da Bio Detection K9, explicou que os cães “são treinados para se sentarem caso detetem a presença do vírus nas mãos ou nos pés de alguém”. “Os cães cheiram-se uns aos outros para saber se o outro cão tem um vírus. Estamos a treiná-los para procurar algo no qual estariam interessados de qualquer maneira”, acrescentou.

Entre os artistas que já recorreram aos serviços destes “virologistas” de quatro patas estão também os Tool e os cantores country Ashley McBryde e Eric Church.

John Peets, da Q Prime, empresa de management de Church e dos Metallica, afirmou à Rolling Stone: “Ainda não vimos um cão falhar”.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline