24/05/2022
 
 
Macron quer irritar e dificultar cada vez mais a vida a não vacinados

Macron quer irritar e dificultar cada vez mais a vida a não vacinados

AFP Jornal i 05/01/2022 10:00

Macron quer vencer pelo cansaço os não vacinados, prometendo irritá-los com cada vez mais restrições de acesso a estabelecimentos.

Vencer pelo cansaço: é esta a estratégia do Presidente francês para controlar a pandemia. Emmanuel Macron admitiu que pretende "irritar" as pessoas que recusam a vacinação contra a covid-19, prometendo que lhes vai dificultar cada vez mais a vida.

"Os não vacinados, quero mesmo chateá-los. E por isso vamos continuar a fazê-lo até ao fim. Essa é a estratégia", disse em declarações ao jornal francês Le Parisien.

Neste sentido, prevê limitar cada vez mais aos não vacinados o acesso a certos serviços. No ano passado, a França introduziu um passe sanitário que proíbe que pessoas sem um teste PCR negativo, ou comprovativo de vacinação, entrem em restaurantes, cafés e outros locais.

Agora, o governo francês quer transformar esse passe sanitário num passaporte de vacinação, o que significa que apenas as pessoas com o esquema vacinal completo terão acesso a esses espaços, deixando de ser válida a apresentação de teste PCR negativo.

“Não vou mandar (os não vacinados) para a prisão, não os vou vacinar à força. Mas é necessário avisar: a partir de 15 de janeiro, não vão mais poder ir a um restaurante, não vão poder ir beber um copo, não vão poder ir tomar um café, ir ao teatro, ao cinema”, frisou.

Os comentários foram imediatamente condenados pelos seus opositores políticos, que o acusaram de usar uma linguagem "imprópria" de um Presidente.

 

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline