12/08/2022
 
 
Decisão do processo do assalto a Tancos será conhecida esta sexta-feira

Decisão do processo do assalto a Tancos será conhecida esta sexta-feira

José Sérgio Jornal i 03/01/2022 12:43

O julgamento visa 23 arguidos, dos quais o ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes, o antigo diretor da Polícia Judiciária Militar (PJM) Luís Vieira e o ex-porta-voz desta instituição militar Vasco Brazão, além de elementos da GNR de Loulé.

A audiência para a leitura do acórdão do processo do assalto aos paióis de Tancos foi marcada para o dia 7 de janeiro, esta sexta-feira, às 10h, no tribunal de Santarém, adiantou a CNN Portugal, esta segunda-feira. 

O julgamento visa 23 arguidos, dos quais o ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes, o antigo diretor da Polícia Judiciária Militar (PJM) Luís Vieira e o ex-porta-voz desta instituição militar Vasco Brazão, além de elementos da GNR de Loulé.

Em causa estão crimes relacionados com terrorismo, associação criminosa, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influência, abuso de poder, recetação e detenção de arma proibida.

Alguns dos arguidos são acusados de planear e executar o furto do material militar dos paióis nacionais, incidente que foi divulgado pelo Exército em 29 de junho de 2017 e que terá ocorrido no dia anterior. Alguma parte do material foi recuperada na região da Chamusca, em Santarém, a outubro de 2017, numa operação levada a cabo a PJM com elementos da GNR de Loulé. 

Já o ex-ministro, que se demitiu do cargo devido ao processo, e dois elementos da PJM são acusados da encenação que esteve na base da recuperação do equipamento.

Note-se que o Ministério Público pediu a absolvição de 11 dos 23 arguidos, incluindo de Azeredo Lopes, ao considerar que a conduta do ex-governante se deveu à “omissão do ponto de vista ético” e não para diligenciar no sentido de ser levantado um processo disciplinar aos elementos da PJM.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline