25/01/2022
 
 
Carclasse. Jóias AMG estão no Minho

Carclasse. Jóias AMG estão no Minho

DR Oficina i 29/12/2021 22:07

Nesta época festiva, a Carclasse – com instalações em Braga, Guimarães, Famalicão, Barcelos, Viana do Castelo e Lisboa – quer presentear os seus clientes, bem como conquistar novos, com uma experiência única.

Até ao final do ano, o concessionário Nº 1 da Mercedes-Benz em Portugal vai dar a conhecer um portfólio de viaturas exclusivas, nas instalações de Vila Nova de Famalicão, que nem sempre estão disponíveis para serem apreciadas.

Ao todo, estão expostas oito viaturas da gama dos desportivos de alto desempenho AMG assim como mais dois clássicos, considerados autênticos ícones da marca. O objetivo é fazer chegar a informação aos clientes de que é possível ver, ouvir e encomendar este tipo de viaturas com a Carclasse. 

A frota de viaturas em exposição conta com um AMG GT 5o edition, um AMG GT 50 edition roadster, um AMG GT R, um E 53 AMG, um GLE 53 AMG, dois SLS 63 AMG, um SL 63 AMG e, ainda, um 230 SL e um 250 SE Automatic. Além destes, a jóia da coroa: um 300 SL Gullwing, um modelo de série limitada avaliado em um milhão e meio de euros, que deverá permanecer no stand famalicense até ao final do ano.

«Em Portugal não há nenhum salão com esta quantidade de exemplares AMG. E, na Europa, são poucos os sítios onde se podem ver tantos», afirma Henrique Pereira, diretor comercial da Carclasse Minho. De acordo com o responsável, para testemunhar uma frota tão forte como esta seria necessário uma deslocação ao museu da Mercedes-Benz, em Estugarda, na Alemanha. «Mas mesmo aí não dá para ouvir o trabalhar dos motores, algo que aqui vai ser possível e, portanto, é algo que nos diferencia», explica.

Para ter uma ideia, nas instalações da Carclasse Famalicão vão estar concentrados mais de 4.500 CV em apenas oito viaturas, cujos preços rondam uma média de 230 mil euros. 

A AMG é uma submarca da Mercedes-Benz na qual a Carclasse se tem vindo a posicionar como principal player da rede. «Há 3 anos consecutivos que a Carclasse é a concessão em Portugal que mais viaturas AMG coloca no mercado…», reforça Pedro Vilaça, chefe de vendas da Carclasse em Famalicão.

Esta iniciativa, que tem em vista proporcionar uma experiência diferenciada aos clientes, vai contar também com o apoio de especialistas de produto deste concessionário que vão poder prestar uma explicação exaustiva sobre estes automóveis.

Como não é possível fazer um test-drive naquela região minhota e uma vez que se tratam de superdesportivos dignos de um circuito de corridas, a Carclasse também promove essa experimentação dos carros no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

Na ótica de Henrique Pereira, cultivar uma boa relação com os clientes «é uma mais valia». Tanto é, que os carros que estarão ali expostos são na sua maioria de proprietários particulares que se propuseram a disponibilizar os mesmos. «Os clientes também têm gosto em partilhar estas viaturas, raras, e confiam na Carclasse para as expor», admite.

Para criar esta ligação próxima dos clientes, Agostinho Névoa, diretor do pós-venda da Carclasse Minho, defende que a estratégia tem de passar por uma assistência diferenciada. «Os clientes deste segmento são exigentes, por isso, temos de prestar um serviço de elevada qualidade».

Nesse sentido, a Carclasse tem apostado na contínua formação dos seus técnicos, de forma a que estes estejam ao mesmo nível das expectativas dos clientes. «A satisfação do cliente é o nosso foco. Tem que se sentir em família», acrescenta. 

A aposta da Carclasse, no Minho, passa também por consolidar a sua posição como importante player no setor automóvel, neste nicho de mercado. «Somos os principais fornecedores de viaturas AMG no país, tendo como objetivo o crescimento desta área de negócio, na zona do Minho», reitera o diretor comercial da Carclasse Minho, adiantando que a marca tem tido um crescimento considerável.

Questionado sobre a escassez de semicondutores que tem afetado a indústria automóvel, e atrasado as entregas de automóveis a nível mundial, o responsável concede que este é um grande desafio com que o mercado se depara. No entanto, acredita que este problema atingiu o pico e que tendêncialmente só poderá melhorar.

Esta crença deve-se ao numero de encomendas efectivas para 2022, sem prespectivas de desistências da parte dos clientes. «Temos que acautelar este tipo de situações e, por isso, as encomendas têm que ser colocadas atempadamente», justifica, defendendo que deve ser mantida «uma mensagem transparente com os clientes» que, na sua generalidade, são compreensivos e «estão conscientes desta dificuldade, que é comum a todo o mercado».

A Carclasse espera ainda, a partir de janeiro, poder fazer o mesmo tipo de iniciativas nos restantes salões de que dispõe pelo país.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline