18/01/2022
 
 
Chefes da Urgência Cirúrgica do Hospital de Santa Maria voltam a demitir-se

Chefes da Urgência Cirúrgica do Hospital de Santa Maria voltam a demitir-se

José Sérgio Jornal i 02/12/2021 12:33

Em causa está o facto de a administração do hospital não ter cumprido os compromissos a que se propôs na reunião da passada terça-feira, entre os quais a contratação de médicos, alteração dos circuitos e diminuição das horas extras a efetuar.

Os dez chefes da Urgência Cirúrgica do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, voltaram, esta quinta-feira, a demitir-se. Segundo avança a RTP3, a decisão foi tomada após uma reunião com todos os clínicos da especialidade.

Em causa, explica o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos, Jorge Roque da Cunha, está o facto de a administração do hospital não ter cumprido os compromissos a que se propôs na reunião da passada terça-feira, entre os quais a contratação de médicos, alteração dos circuitos e diminuição das horas extras a efetuar.

"Hoje, dia 2 de dezembro, todas as matérias que tinham sido assumidas não foram cumpridas", disse Jorge Roque da Cunha, em declarações à RTP3. "Neste momento não existe uma escala de urgência para a cirurgia do Hospital de Santa Maria."

"O Ministério da Saúde não pode estar à margem deste problema, nem dizer que resolve o problema anunciando que contratou milhares de médicos", rematou.

Recorde-se que os dez chefes das urgências de cirurgia demitiram-se pela primeira vez a 22 de novembro, depois de, a 10 de novembro, terem dado um prazo para que a unidade hospitalar resolvesse a situação das escalas de serviço, que consideravam não exequível.

Na terça-feira, após uma reunião do conselho de administração com os profissionais, fora anunciado que estes se manteriam em funções.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline