26/01/2022
 
 
Governo decide manter exames presenciais no Ensino Superior, mas recomenda suspensão das aulas no início de janeiro

Governo decide manter exames presenciais no Ensino Superior, mas recomenda suspensão das aulas no início de janeiro

Dreamstime Jornal i 26/11/2021 12:43

O Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior emitiu uma recomendação para as instituições científicas e de ensino superior com todas as indicações que devem seguir no início de dezembro, quando Portugal passará para estado de calamidade. 

O ensino superior irá suspender as aulas na primeira semana de janeiro, no entanto os exames serão realizados em regime presencial, recomendou o Ministério do Ensino Superior, esta sexta-feira. 

Depois da apresentação nas novas medidas que serão implementadas a partir da 00h do dia 1 de dezembro, o Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) emitiu uma recomendação com várias medidas que as instituições científicas e de ensino superior devem seguir em detrimento das restrições instauradas no estado de calamidade. 

O MCTES recomenda às instituições que seja garantida "a autorização das deslocações de estudantes, docentes, investigadores e colaboradores para as instituições, incluindo as necessárias para realização de exames presenciais no período de 2 a 9 de janeiro de 2022".

Já nas instituições onde não estão previstas atividades de avaliação, a tutela aconselha um prolongamento do período da interrupção letiva de Natal e Ano Novo também na semana de contenção entre 2 e 9 de janeiro, que deverá ser depois compensada posteriormente, tal como ficou definido para o ensino obrigatório, com menos dias de férias na Páscoa e no Carnaval. 

Na primeira semana de janeiro, o MCTES recomenda "teletrabalho obrigatório sempre que seja compatível com as funções desempenhadas pelos trabalhadores".

Além disso, o Ministério voltou a reforçar e a apelar às instituições que mantenham em prática as medidas de distanciamento social, a utilização obrigatória de máscaras nas instalações, as regras de distanciamento físico em cantinas, bares e outros locais de consumo de refeições.

Assim como a segurança e desinfeção de todos os espaços e ainda a promoção de campanhas de testagem e de estudos imunológicos com base em rastreios serológicos são outras das recomendações da tutela.

De acordo com as medidas apresentadas pelo Governo ontem, todas as escolas, ATL'S e creches vão encerrar na primeira semana de janeiro e o teletrabalho será obrigatório, de forma a tentar travar a propagação do vírus, após a quadra natalícia.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline