19/01/2022
 
 
Maquinista japonês processou a empresa por dedução de menos de 50 cêntimos no salário

Maquinista japonês processou a empresa por dedução de menos de 50 cêntimos no salário

Jornal i 10/11/2021 16:26

No Japão, um maquinista está a processar o seu empregador depois de perder 56 ienes (cerca de 43 cêntimos) em salários por causar um breve atraso no sistema ferroviário famoso pela pontualidade.

A empresa ferroviária JR West multou o seu funcionário depois de uma confusão no trabalho em junho de 2020 ter provocado um atraso de um minuto nas operações. A empresa argumenta que nada foi feito por parte do maquinista durante a paralisação.

Em reação, o funcionário avançou com o processo em tribunal pedindo uma indemnização de 2,2 milhões de ienes (cerca de 16 mil euros) em danos por angústia mental. De acordo com o site de notícias japonês Soranews24, o homem não identificado deveria operar uma composição vazia para a estação de Okayama, no sul do país, mas chegou à plataforma errada enquanto esperava para assumir o lugar do maquinista anterior.

No momento em que se deu conta do erro e correu para a plataforma correta, a transferência entre os dois motoristas foi atrasada em dois minutos, levando a um atraso de um minuto na partida do trem e um atraso de um minuto no estacionamento do comboio.

A JR West inicialmente quis multar o homem em 85 ienes, mas depois concordou em reduzir a multa para 56 ienes depois de o motorista ter levado o caso ao Gabinete de Inspeção de Padrões Trabalhistas de Okayama.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline