7/12/21
 
 
Depois de Dave Chappelle, agora é a vez de Clara Ferreira Alves de ser "cancelada" por criticar comunidade transexual

Depois de Dave Chappelle, agora é a vez de Clara Ferreira Alves de ser "cancelada" por criticar comunidade transexual

José Sérgio Jornal i 22/10/2021 19:40

A opinião de Clara Ferreira Alves chegou ao Twitter e viralizou de forma a atingir as tendências dessa rede social em Portugal, levando vários utlizadores a críticar o comentário da habitual comentadora do programa Eixo do Mal da SIC Notícias. 

A jornalista e comentadora do programa da SIC Notícias - Eixo do Mal -, Clara Ferreira Alves, teceu a sua opinião sobre o "cancelamento" do comediante Dave Chappelle e das escritoras Margaret Atwood e J.K. Rowling, que terá sido encabeçada pelo movimento LGBTQI+, designadamente pelos transexuais. Ao abordar este assunto, a comentadora disse: "Provavelmente também vou ser cancelada pelos trans que eu nem sei muito bem o que é que são".

A opinião de Clara Ferreira Alves chegou ao Twitter e viralizou de forma a atingir as tendências dessa rede social em Portugal, levando vários utlizadores a críticar o comentário da habitual comentadora do programa semanal daquela estação televisiva. 

"Numa semana, o chamado movimento trans conseguiu querer cancelar Dave Chappelle na Netflix - e prepara-se para fazer um protesto de modo a que o comediante seja expelido -, [...] mas também a respeitabilíssima Margaret Atwood foi considerada ofensiva para com os trans", começou por dizer Clara Ferreira Alves. 

"Na esteira de J.K Rowling, que também foi considerada ofensiva, um grupo de intelectuais e escritores, na altura, fez uma espécie de um manifesto de apoio" à escritora e "foram todos considerados cancelados". 

Depois de apontar estes exemplos, a jornalista afirmou que "nesta fase da minha vida agora - provavelmente também vou ser cancelada pelos trans que eu nem sei muito bem o que é que são...". 

E assim começou a tertúlia na rede social do 'passarinho'. Os utlizadores do Twitter apontaram as palavras de Clara Ferreira Alves como um "nojo" e uma "alarvidade", por ter proferido não saber muito bem "o que é que são" pessoas trans. 

Um dos colegas e também jornalista, Daniel Oliveira, também é um ávido utilizador desta plataforma, tendo reagido a uma publicação onde revelou que, no momento em que a comentadora fez aquela crítica, não apenas ele, mas também o colega Pedro Marques Lopes a chamaram à atenção. "O Pedro também chamou. Mas a câmara não apanhou", escreveu como resposta a uma internauta. 

Veja aqui o comentário que foi partilhado por uma utilizadora: 

 

Ler Mais


×

Pesquise no i

×