8/12/21
 
 
Marilyn Monroe. De 'sex symbol' a quase princesa do Mónaco?

Marilyn Monroe. De 'sex symbol' a quase princesa do Mónaco?

AFP Jornal i 22/10/2021 16:05

Historiadores revelam que o príncipe Rainier III do Mónaco foi aconselhado a casar com a nova “realeza de Hollywood” para manter o poder da Casa Grimaldi e do principado, abalado com a falta de turistas após o fim da Segunda Guerra Mundial. Marilyn Monroe estaria no topo da lista do príncipe, mas o seu estatuto de ‘sex symbol’ não terá convencido os conselheiros da Coroa.

O príncipe Rainier III do Mónaco queria casar-se com a atriz Marilyn Monroe em vez de Grace Kelly. A revelação foi feita por historiadores no documentário ‘Realeza: Manter a Coroa’ do canal norte-americano Curiosity Stream.

Segundo a revista People, que teve acesso ao documentário, a história do casamento do príncipe Rainier III, falecido em 2005, começou pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial. O monarca corria o risco de perder o controlo do principado, que estava a passar por graves problemas financeiros devido principalmente à falta de turistas.

O príncipe não tinha herdeiros e não era casado, tendo sido então aconselhado a encontrar uma mulher que lhe pudesse garantir o trono e o futuro do principado. A especialista em História Moderna Chandrika Kaul, da Universidade de St Andrews, explicou que Rainier tinha 32 anos e a “ideia de que poderia perder o seu principado se não se casasse ‘bem’ e se não gerasse um herdeiro homem era o que mais passava pela sua cabeça”.

“As apostas não podiam ser maiores – o Mónaco está sob ameaça. Pode colapsar e Rainier tem que salvá-lo”, acrescentou a historiadora Kate Williams, especialista em realeza.

Foi assim que os conselheiros da coroa traçaram um plano para mudar o destino do Mónaco. Rainier deveria casar-se com uma “a nova realeza” da América – uma “princesa” de Hollywood – para manter o poder da Casa de Grimaldi.

“O príncipe Rainier foi aconselhado a casar-se com uma ‘princesa’ de Hollywood e a capitalizar com toda a fama e celebridades que acompanharam o casamento”, disse Chandrika Kaul. “O Mónaco precisava de reviver o seu comércio turístico. Fazia todo o sentido em termos económicos”.

Segundo as historiadoras, Marilyn Monroe estava no topo da lista de ‘mulheres de Hollywood’ que poderiam ser uma boa esposa para o príncipe. No entanto, o seu estatuto de ‘sex symbol’ fez com que os conselheiros não a considerassem a opção certa.

Foi depois de desistir de Marilyn Monroe que Rainier conheceu Grace Kelly. A atriz marcou presença no Festival de Cinema de Cannes em 1995 e foi mais tarde convidada a visitar o Mónaco para uma sessão fotográfica da revista ‘Paris Match’, realizada no palácio real.

“O executivo da ‘Paris Match’ achou que este seria um encontro dramático e sensacional entre a rainha de Hollywood e o seu príncipe, que era um jovem solteiro e bonito – que por acaso, segundo diziam os rumores, estava também a procurar uma esposa”, acrescentou a especialista em História Moderna.

“Durante esta sessão fotográfica, podemos ver mesmo como Rainier fica fascinado com Grace, e honestamente, eu acho que ele se apaixona por ela a um nível pessoal – mas também a vê como uma resposta aos seus vários problemas”, diz ainda Kate Williams.

O resto é história. Rainier e Grace Kelly casaram-se em abril de 1956, com 33 e 26 anos, respetivamente, e tiveram três filhos: a princesa Caroline Louise Marguerite, nascida em 1957, Albert II, Príncipe do Mónaco, nascido em 1958, e princesa Stéphanie Marie Elisabeth, nascida em 1965.

A ‘princesa’ de Hollywood, que se tornou princesa do Mónaco, morreu em setembro de 1982, aos 52 anos, após o carro que conduzia se ter despistado e caído de um penhasco em Monte Carlo.

Já Marilyn Monroe, que tinha sido casada duas vezes, acabou por se voltar a casar com o dramaturgo Arthur Miller em 1956, de quem se divorciou em 1961. Suicidou-se aos 36 anos, em 1962.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×