30/11/21
 
 
Direção do Benfica reúne-se com John Textor esta quinta-feira para discutir as "intenções" do empresário

Direção do Benfica reúne-se com John Textor esta quinta-feira para discutir as "intenções" do empresário

Diana Tinoco Jornal i 18/10/2021 16:29

Esta decisão é um dos resultados obtidos naquela que foi a primeira reunião formal da nova direção do Benfica. Recorde-se que o empresário norte-americano John Textor disse, em meados de setembro, que apenas iria avançar com a proposta de compra de 25% das ações da Benfica SAD depois das eleições. 

A direção do Benfica, comandada pelo eleito Rui Costa, vai reunir-se com o empresário John Textor para “ouvir as suas intenções relativamente ao clube”, revelam as 'águias'. A reunião está marcada para quinta-feira, no Estádio da Luz.

Esta decisão é um dos resultados obtidos naquela que foi a primeira reunião formal da nova direção do Benfica. “Após explícita solicitação pública, e indo ao encontro do que foi anunciado antes do período eleitoral, a Direção do Sport Lisboa e Benfica deliberou receber o Sr. John Textor no Estádio da Luz, esta quinta-feira, com o intuito de ouvir as suas intenções relativamente ao clube”, pode ler-se na nota publicada no site oficial do Benfica.

O empresário norte-americano John Textor disse, em meados de setembro, que apenas iria avançar com a proposta de compra de 25% das ações da Benfica SAD por 50 milhões de euros, acordada com José António dos Santos – conhecido como Rei dos Frangos – depois das eleições à presidência do clube. “Eu e o sr. José António dos Santos concordámos em suspender a nossa relação contratual até depois de os associados do Benfica terem escolhido o seu presidente", escreveu o empresário nas redes sociais à data.

Recorde-se que, no dia 7 de setembro, Luís Filipe Vieira colocou à venda as suas ações - 3,28% - que detinha do capital da SAD do Sport Lisboa e Benfica e já teria um acordo para a venda a um preço de 7,80 euros por cada ação. 

A SAD do clube tinha nas mãos o poder de exercer o direito de preferência pelas ações do antigo dirigente até ao fim do prazo, 15 de setembro, contudo dois dias antes, enviou uma carta a Vieira a pedir mais informações acerca do comprador das suas ações, anunciando também que não iria exercer o seu direito. 

Ler Mais


×

Pesquise no i

×