28/11/21
 
 
Taça. FC Porto põe Sintrense à frente do AC Milan e Sporting conta com Pote

Taça. FC Porto põe Sintrense à frente do AC Milan e Sporting conta com Pote

Miguel Riopa/AFP José Miguel Pires 15/10/2021 09:11

 A Taça de Portugal está de volta e tanto o Sporting como o FC Porto estarão em ação hoje. Amanhã, o Benfica vai à Trofa.

FC Porto e Sporting contam, cada um, com 17 títulos da Taça de Portugal e a temporada 2021-22 poderá ser a altura de encontrar o desempate entre ‘leões’ e ‘dragões’, que, ainda assim, surgem bem longe do Benfica na tabela dos principais agraciados com este troféu, sendo que os ‘encarnados’ venceram a Taça 26 vezes. Mas os últimos dois anos foram de morte à beira-mar para o Benfica, que perdeu duas finais consecutivas, contra o FC Porto (2020) e SC Braga (2021).

Hoje, ao fim do dia, arranca a terceira ronda da Taça de Portugal e, de Norte a Sul do país, as equipas lutam por avançar mais um passo na Competição Rainha do país, a caminho da final de maio de 2022. 

O FC Porto de Sérgio Conceição, que  ocupa o segundo lugar na tabela classificativa da Primeira Liga, e que está a poucos dias de enfrentar o AC Milan, a contar para a Liga dos Campeões, terá primeiro de se focar no confronto com o Sintrense, a partir das 18h45, no Estádio do Real SC, em Massamá. O terreno neutro deveu-se ao “horário imposto pelo operador de televisão”, que exige “uma intensidade de luz que o estádio do Sport União Sintrense não tem, bem como um conjunto de condições regulamentares exigidas para um jogo desta dimensão, a nível logístico e de segurança”, segundo o emblema de Sintra revelou, em comunicado.

O mesmo Sintrense que bateu, na primeira ronda da Taça, o Glória do Ribatejo, seguindo-se o Macedo de Cavaleiros, nas grandes penalidades. Agora, no entanto, o emblema de Sintra terá o difícil teste de se enfrentar aos campeões da edição de 2020 da Taça, que têm no seu plantel Luis Díaz, o melhor marcador, até agora, da Primeira Liga.

Em antevisão ao jogo de hoje, e sem deixar de fora a grande questão envolvente do jogo frente ao AC Milan, na próxima terça-feira (19), Sérgio Conceição, técnico dos ‘dragões’, começou por defender estar mais preocupado com a viagem até Massamá. “Tenho já há alguns dias um bloco grande de imagens do Milan e ainda não peguei nele. A equipa técnica sabe que é verdade. O foco total está no Sintrense e depois pensaremos no jogo da Liga dos Campeões”, explicou Conceição, que está ainda a fazer contas aos jogadores que serviram – e estão a servir – as suas seleções nacionais a caminho do Mundial de 2022, bem como àqueles que estão com problemas médicos. 

“Mbemba está fora, o Otávio está melhor. De fora estará também Taremi por castigo. Depois, os sul-americanos, Corona, Uribe e Luis Diaz... é impossível estarem no jogo, só chegam no sábado”, relatou o técnico, que se manteve sóbrio sobre a forma física de Corona: “Momento do Corona? Não é tão exuberante como foi noutros tempos. Tem que ver com vários fatores. Chegou tarde, teve pouco tempo de férias, por isso é que não tem jogado tanto. Tem aproveitado para descansar para entrar bem depois nos jogos”.

Sporting no Restelo A Taça de Portugal será, hoje, o mote de um ‘dérbi’ lisboeta, entre Sporting Clube de Portugal e o histórico Belenenses. Os ‘leões’, que venceram a Taça em 2019 e que são campeões em título da Primeira Liga, acabaram por não ir muito longe na edição passada da competição, após a derrota frente ao Marítimo, por 2-0, ainda nos oitavos-de-final. Este foi, ainda assim, um percurso mais exitoso do que o da temporada 2019-20, quando o Alverca foi ‘carrasco’ dos ‘leões’, precisamente na 3.ª eliminatória da Taça – um dado que Rúben Amorim não deixou de fora na antevisão do jogo com o Belenenses. Por isso mesmo, este ano, e depois de conquistar um suado campeonato, os verdes-e-brancos estarão de olhos bem postos no troféu e em corrigir os falhanços da edição anterior. 

Hoje, a partir das 20h45, no Restelo, a equipa liderada por Rúben Amorim procurará dar o passo seguinte na competição. O técnico, em conferência de imprensa, fez a antevisão da partida e um nome marcou os seus comentários: Pedro Gonçalves (Pote), que está oficialmente de volta aos jogos de leão ao peito. “Penso que a equipa não está dependente dele, mas é mais forte com ele porque tem características únicas. Vinha de um bom momento, a marcar muitos golos. Mas o Sporting não depende do Pote”, defendeu Amorim, ele próprio um ex-jogador do Belenenses, um detalhe que fornece à partida um especial sabor a saudades e a corações divididos. “[O jogo] é especial porque tenho muitas memórias do clube e do estádio. Fomos à Liga Europa, jogámos com o Bayern de Munique na pré-eliminatória... É um clube histórico. Tenho boas memórias, mas acho que já não está lá muita gente do meu tempo. É um clube com nome e adeptos e tem tudo para subir. Tem condições diferente dos outros. Tem tudo para voltar para onde merece”, defendeu.

À procura da Redenção Quem começará também a sua passagem pela Taça de Portugal amanhã é o SL Benfica, que saiu derrotado da final da edição anterior e que enfrentará agora, na terceira eliminatória da edição de 2021-22, o Trofense, a Norte do país. Os ‘encarnados’ recordam com amargura a derrota por 2-0, na final da edição 2020-21, e tentam agora a sua sorte, depois de uma época aquém do expectável, ocupando, ainda assim, o lugar principal da tabela classificativa da Primeira Liga nesta temporada.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×