09/08/2022
 
 
Prisão preventiva para jovem que matou rapaz no Porto por "perigos de continuação da atividade criminosa"

Prisão preventiva para jovem que matou rapaz no Porto por "perigos de continuação da atividade criminosa"

João Biscaia Redação 12/10/2021 19:09

A PGR considera que também existem perigos de "fuga e de pertubação da ordem e tranquilidade públicas".

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou ao i que o Tribunal "considerou fortemente indiciada a prática do crime ofensa à integridade física qualificada agravada pelo resultado morte, determinando que lhe fosse aplicada a medida de coação de prisão preventiva, invocando para o efeito a existência dos perigos de continuação da atividade criminosa, de fuga e de pertubação da ordem e tranquilidade públicas" em relação ao caso do rapaz de 23 anos, Paulo Correia, que foi agredido à porta de uma discoteca do Porto, na Rua de Passos Manuel, na madrugada de domingo.

Esta decisão surge no âmbito do inquérito que decorre no Departamento de Instrução e Ação Penal do Porto, sendo que o Ministério Público apresentou para primeiro interrogatório judicial de arguido detido, um arguido, sendo este o jovem de 21 anos que, juntamente com um amigo, esteve envolvido nos desacatos que culminaram na morte do antigo basquetebolista do Guifões Sport Clube.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline