07/02/2023
 
 
Brian Laundrie acampou com a família após o desaparecimento de Gabby Petito

Brian Laundrie acampou com a família após o desaparecimento de Gabby Petito

  • Brian Laundrie acampou com a família após o desaparecimento de Gabby Petito
  • Brian Laundrie acampou com a família após o desaparecimento de Gabby Petito
Redação 29/09/2021 22:46

Um casal acredita que pode ter acampado perto de Laundrie e os progenitores durante a estadia num acampamento na Flórida.

Volvidos 10 dias do desaparecimento de Brian Laundrie, de 23 anos, na data exata em que foi considerado "pessoa de interesse" no caso do desaparecimento da sua namorada Gabby Petito, de 22 anos, cujo corpo foi posteriormente encontrado naquela noite, um homem contactou a polícia e deu uma nova pista. Dog the Bounty Hunter, cujo nome verdadeiro é Duane Chapman - uma personalidade televisiva norte-americana que já esteve presa por homicídio -, explicou às autoridades que acredita que a família de Laundrie foi acampar no acampamento Fort De Soto no condado de Pinellas, na Flórida. A polícia rejeitou a denúncia, dizendo que não houve relatos de avistamentos de ninguém parecido com Laundrie na área.

No entanto, Steven Bertolino, o advogado que representa a família de Laundrie, confirmou na terça-feira que o mesmo foi acampar com os pais após regressar da viagem que havia começado com a companheira no passado mês de julho. Apesar disto, Bertolino negou que os pais o ajudaram a esconder-se, insistindo que os três voltaram para casa. Por outro lado, um casal de Fort Meyers - Marcie e Kenny Newsom -, que esteve em Fort De Soto Park, acredita que pode ter acampado perto de Laundrie e os progenitores durante a estadia naquele local. Depois de rever as fotos, o casal disse que viu uma carrinha vermelha com um reboque preso à mesma, semelhante àquele que estava estacionado na casa do rapaz. Ainda que não possam confirmar que viram Laundrie pessoalmente, o mesmo surge, a caminhar pelo acampamento, numa selfie que tiraram.

Uma semana depois da descoberta do cadáver de Petito, Bertolino avançou que a família não comprou telefones com cartões pré-pagos entre 1 de agosto e 20 de setembro, sendo que circularam rumores online de que Laundrie havia sido visto a comprar um destes equipamentos antes de desaparecer. O advogado também "não faz comentários" quando questionado acerca do motivo pelo qual a família demorou três dias para denunciar o desaparecimento do filho, sendo que os pais do alegado homicida afirmam que ele saiu de casa no dia 14 de setembro e contactaram as autoridades no dia 17. 

Esta quarta-feira, uma equipa de resgate do Wyoming atribuiu à intensa cobertura do caso Gabby Petito a ajuda crucial para encerrar a procura por outra pessoa desaparecida. Robert Lowery, pai de dois filhos de 46 anos, foi visto pela última vez a 20 de agosto envergando uma mochila preta e uma tenda na Floresta Nacional Bridger-Teton, precisamente no mesmo local onde os restos mortais de Petito foram encontrados. Já ontem as forças de segurança do Condado de Teton confirmaram, em comunicado enviado aos órgãos de informação, que um corpo que corresponde à descrição de Lowery havia sido recuperado.

Tal aconteceu no mesmo dia em que os pais de Petito falaram numa conferência de imprensa em Bohemia, Nova Iorque, na qual aproveitaram para mostrar tatuagens feitas recentemente em homenagem à filha. "Quero pedir a todos que ajudem todas as pessoas desaparecidas e que precisam de ajuda. Depende de todos vós, todos os que estão nesta sala", disse Joseph Petito, acrescentando que "não é só a Gabby que merece isto" enquanto olhava diretamente para as câmeras.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.

×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline