7/12/21
 
 
Arrendamento. Rendas dos novos contratos subiu 11,5% no segundo trimestre

Arrendamento. Rendas dos novos contratos subiu 11,5% no segundo trimestre

Mafalda Gomes Jornal i 28/09/2021 11:37

O número de novos contratos de arrendamento no país também registou um aumento acentuado face ao segundo trimestre do ano passado, revelou o INE.

A renda mediana dos 20568 novos contratos de arrendamento em Portugal atingiu os 6,03 euros por metro quadrado no segundo trimestre deste ano, o que significa um crescimento de 11,5%.

Os dados, revelados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) revela que o número de novos contratos de arrendamento no país também registou um aumento acentuado face ao segundo trimestre do ano passado (+49,3%), “período particularmente afetado pela pandemia”.

Ainda segundo o gabinete de estatística, a taxa de variação do número dos novos contratos de arrendamento face ao primeiro trimestre, “período igualmente marcado por restrições à mobilidade em consequência da pandemia”, foi +3% (-9,3% no trimestre anterior).

Ao nível dos preços, a renda mediana aumentou em 20 das 25 sub-regiões NUTS III, salientando-se com os maiores crescimentos homólogos a sub-região do Oeste (+12,3%), Região de Aveiro (+11,9%), Região Autónoma da Madeira (+11,3%) e Área Metropolitana do Porto (+10,2%).

Já as rendas mais elevadas registaram-se na Área Metropolitana de Lisboa (8,82 euros por metro quadrado), Algarve (6,96 euros por metro quadrado), Área Metropolitana do Porto (6,40 euros por metro quadrado) e Região Autónoma da Madeira (6,32 euros por metro quadrado).

Ler Mais


×

Pesquise no i

×