16/10/21
 
 
Metro. Assinados contratos para expandir até Loures

Metro. Assinados contratos para expandir até Loures

Jornal i 20/09/2021 19:14

Foram assinados contratos para financiar a linha vermelha até Alcântara. Valor de 554 milhões vai ser financiado com PPR. Prazo de conclusão está previsto para 2025.

O Metropolitano de Lisboa e a estrutura Recuperar Portugal já assinaram os contratos para financiar a linha vermelha até Alcântara e o metro ligeiro de superfície Odivelas/Loures, com 554 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O anúncio foi feito ontem pelo Metropolitano de Lisboa com a empresa a informar que o contrato relativo ao investimento “Expansão da Rede de Metro de Lisboa - Linha Vermelha até Alcântara” fixa um financiamento de 304 milhões de euros e o contrato “Metro Ligeiro de Superfície Odivelas-Loures” prevê um financiamento de 250 milhões de euros, “valores que correspondem, em ambos os projetos, ao custo total do investimento”.

Os dois contratos “têm prazo de conclusão em 31 de dezembro de 2025”, acrescentando que o objetivo é “continuar a melhorar a mobilidade urbana, na ótica do desenvolvimento sustentável e da descarbonização, com benefícios ambientais associados”.

O prolongamento da linha vermelha de São Sebastião a Alcântara terá “uma extensão de quatro quilómetros e quatro novas estações: Amoreiras, Campo de Ourique, Infante Santo e Alcântara, efetuando-se nesta última a ligação à futura Linha Intermodal Sustentável que promoverá a ligação ao concelho de Oeiras (LIOS Ocidental)”. 

De acordo com a empresa, o Metro Ligeiro de Superfície Odivelas-Loures disponibilizará “um total de 18 estações e 12 quilómetros de rede”, numa linha que se irá estender “num corredor em ‘C’, que ligará o Hospital Beatriz Ângelo ao Infantado, com interface e transbordo para Lisboa na estação de metropolitano em Odivelas”.

João Pedro Matos Fernandes falava na sessão de assinatura de consignação do lote 1 do Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa para a ligação das estações do Rato ao Cais do Sodré, com a construção de duas novas paragens na Estrela e em Santos, um investimento de cerca de 210 milhões, estimando-se a conclusão da obra em 2024. 

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×