20/9/21
 
 
Cascais. Carreiras atrás do terceiro mandato

Cascais. Carreiras atrás do terceiro mandato

Mafalda Gomes José Miguel Pires 07/09/2021 11:19

Carlos Carreiras candidata-se ao terceiro mandato como autarca em Cascais, onde o PS apoia Alexandre Faria, presidente do Estoril-Praia, e o Chega apresentou João Rodrigues dos Santos.

Cascais é um dos principais concelhos do país, um dos mais mediáticos, e a casa de locais icónicos como o Casino Estoril, a Marina de Cascais, e um conjunto de praias para onde os lisboetas viajam em êxodo, principalmente nos meses de verão. A nível autárquico, a luta está ao rubro e todas as miras apontam ao lugar de presidente da Câmara, que Carlos Carreiras, do PSD, ocupa desde o ano de 2011.

Agora, 10 anos depois, candidata-se ao seu terceiro mandato à frente de um dos maiores concelhos do país, mas tem recebido fogo de todas as direções.

A principal polémica em torno do atual autarca prendeu-se com uma ordem da Comissão Nacional de Eleições (CNE), que obrigou Carlos Carreiras a apagar todos os conteúdos da sua página pessoal de Facebook relacionados com o município. A ordem surgiu após uma queixa da concelhia da Iniciativa Liberal, que recentemente voltou a arremessar contra o autarca de Cascais.

A IL local apresentou, entretanto, duas novas queixas à CNE, no âmbito da publicidade institucional em período eleitoral, acusando a promoção da Câmara Municipal de Cascais do programa “Reinvente o seu Bairro”, onde a autarquia referia a realização de “várias sessões de formação / sensibilização para esclarecimento e apresentação pública do projeto”, segundo a mesma IL cita, em comunicado oficial enviado às redações. “A IL Cascais entende que este novo programa da Câmara Municipal de Cascais com ações de divulgação junto dos munícipes previstos para o período eleitoral em curso viola o disposto no nº 4 do artigo 10.º da Lei n.º72-A/2015, de 23 de julho (publicidade institucional)”, continua o partido liberal, acusando também a empresa municipal Cascais Próxima “pela campanha de publicidade ao serviço da Mobi Cascais (“Viaje sempre em Primeira Classe”), na forma de cartazes exteriores e publicidade no interior de autocarros”, que diz violar a mesma lei supramencionada.

Isto após, em declarações ao i, Carlos Carreiras ter criticado a concelhia da IL em Cascais, acusando o partido de ser “uns rapazolas irresponsáveis a brincar à política”.

Neste mesmo concelho, há ainda mais dois interessantes protagonistas nas eleições autárquicas. São eles Alexandre Faria, presidente do Estoril-Praia, que surge como cabeça de lista independente da candidatura apoiada pelo PS, em coligação com o PAN e o Livre, e João Rodrigues dos Santos, irmão do pivô da RTP José Rodrigues dos Santos, que está na corrida autárquica com as cores do Chega. Rodrigues dos Santos, aliás, é um dos principais nomes do partido em Cascais, lado a lado com Diogo Pacheco Amorim.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×