20/9/21
 
 
"Vícios" e "problemas mentais" de Britney Spears são piores do que parecem, diz pai da cantora

"Vícios" e "problemas mentais" de Britney Spears são piores do que parecem, diz pai da cantora

AFP Jornal i 24/08/2021 13:26

Jamie Spears revela que os “problemas de vício e de saúde mental são piores do que aquilo que o público sabe”. Jamie admite que entende que a filha se tenha sentido “constrangida” com a tutela e com os tratamentos psiquiátricos, mas insiste que tudo foi feito “para a proteger de si própria”.

Jamie Spears, pai de Britney Spears, voltou a abordar o estado da saúde mental da cantora durante a batalha judicial sobre a tutela dos seus bens. Recorde-se que o homem, de 69 anos, decidiu há cerca de duas semanas renunciar do cargo de tutor legal da filha assim que fosse possível encontrar um “substituto”.

Agora, segundo documentos judiciais, que o jornal britânico Daily Mail teve acesso, Jamie Spears diz, citado pela sua advogada, que os “problemas de vício e de saúde mental são piores do que aquilo que o público sabe”.

A advogada, Vivien Thoreen, disse ainda ao Tribunal do Condado de Los Angeles que o seu cliente devia “ser elogiado por tudo o que fez”.

“Se o público conhecesse todos os fatos da vida pessoal da Sr.ª Spears, não apenas as coisas boas, como também as más, e todos os seus vícios e problemas de saúde mental, com os quais ela tem lutado e todos os desafios da tutela, ele elogiaria o Sr. Spears por todo o trabalho que tem feito, e não o difamariam. Mas o público não conhece todos os factos, e não tem o direito de o saber. Então não haverá redenção pública para o Sr. Spears”, lê-se no documento, entregue por Thoreen.

A advogada revelou que, apesar de ter sido Jamie a dar início ao tratamento psiquiátrico de Britney Spears, era a sua tutora pessoal, Jodi Montgomery, a responsável pela ingestão dos medicamentos. Em junho deste ano, Britney terá tomado antidepressivos “do nada”, sob aconselhamento da tutora pessoal, de um psiquiatra e do seu ex-advogado, Sam Ingham III.

No documento, Jamie admite que entende que a filha se tenha sentido “constrangida” com a tutela e com os tratamentos psiquiátricos, mas insiste que tudo foi feito “para a proteger de si própria”.

"Não há dúvida de que a tutela salvou a Sr.ª Spears do desastre, apoiou-a quando ela mais precisava, protegeu-a e à sua reputação de danos e facilitou a restauração de sua carreira”, acrescenta o documento.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×