20/10/21
 
 
Porta-voz dos talibãs deixa aviso aos EUA: caso alarguem a estadia no Afeganistão "haverá consequências"

Porta-voz dos talibãs deixa aviso aos EUA: caso alarguem a estadia no Afeganistão "haverá consequências"

AFP Jornal i 23/08/2021 12:05

Joe Biden disse, este fim de semana, que as tropas norte-americanas estão com algumas dificuldades em concluir as operações de retirada até ao dia 31 de agosto, prazo final para a saída do país. 

Está determinado que até ao final deste mês as tropas norte-americanas deverão retirar-se do Afeganistão, porém, este fim de semana, o presidente dos EUA admitiu que poderá estender a sua estadia. Caso isso aconteça, “haverá consequências”, avisou porta-voz dos talibãs, Suhail Shaheen, em entrevista à Sky News.

"É uma linha vermelha. O presidente Joe Biden anunciou que a 31 de agosto retiraria todas as tropas norte-americanas. Portanto, se ele prolongar esse prazo, significa que está a prolongar uma ocupação que já não é necessária", frisou Suhail Shaheen, que fez a questão de dizer que o grupo extremista islâmico não está disponível para discutir um prolongamento das tropas dos EUA ou do Reino Unido no país que tomaram por assalto.

"Se os Estados Unidos ou o Reino Unido quiserem mais tempo para continuar com a evacuação, a resposta é não. Ou haverá consequências", apontou Shaheen ao canal de televisão britânico.

Joe Biden disse, este fim de semana, que as tropas norte-americanas estão com algumas dificuldades em concluir as operações de retirada até ao dia 31 de agosto. "Há discussões sobre a extensão. A nossa esperança é de que não tenhamos de o fazer", revelou o presidente, ao admitir o risco de perigo desta situação e que “muitas coisas podem correr mal”.

De notar que, em 30 horas, os EUA retiraram 11 mil pessoas do Afeganistão, assinalou Joe Biden.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, já manifestou a sua vontade de apoiar os EUA caso tenham de estender o tempo das operações de retirada em Cabul e irá defendê-la na cimeira virtual do G7 dedicada ao Afeganistão, que se realizará esta terça-feira.

A situação dramática no aeroporto de Cabul continua a estar longe de terminar. Um guarda afegão foi morto esta segunda-feira, no aeroporto, num tiroteio que obrigou a intervenção das forças armadas alemãs e norte-americanas, confirmou o exército alemão.

"Houve uma troca de tiros entre guardas afegãos e atacantes não identificados na porta norte do aeroporto de Cabul. Um guarda afegão morreu e três ficaram feridos", disse a mesma fonte, na rede social Twitter.

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×