18/10/21
 
 
Covid-19. Portugal entra hoje na segunda fase de desconfinamento

Covid-19. Portugal entra hoje na segunda fase de desconfinamento

Mafalda Gomes Joana Faustino 23/08/2021 08:10

Portugal mais um passo em direção à normalidade, depois de ter arrancado a vacinação este fim de semana para crianças entre 12 e 15 anos.

Entram hoje em vigor as novas medidas relativas à segunda fase de desconfinamento da pandemia de covid-19. Portugal deixa assim de estar em estado de calamidade e avança para contingência, tal como anunciou na sexta-feira, a ministra da presidência Mariana Vieira da Silva. O país fica assim a um passo mais próximo daquilo que era conhecido como normalidade.

Quase duas semanas antes do que era suposto – uma vez que a 29 de julho, aquando da apresentação das três fases do desconfinamento, foi revelado que a segunda fase apenas entraria em vigor a 5 de setembro – os restaurantes cafés e pastelarias passam a ter um limite máximo de oito pessoas por grupo no interior do estabelecimento e de 15 pessoas por grupo na esplanada. 

O comércio, os espetáculos culturais e a restauração voltarão aos horários normais, ou seja, até às 2h00, cumprindo sempre as regras da DGS.

Continua a ser necessária a apresentação de um certificado de vacinação ou de um teste negativo para viagens via aérea ou marítima, para entrar em estabelecimentos turísticos e alojamentos locais, assim como na parte interior dos restaurantes ao fim de semana e feriados.

Também para entrar ginásios, aulas de grupo, termas e spas, casinos e bingos é necessária a apresentação de um teste negativo ou certificado de vacinação.

O mesmo acontece para quem pretende ter acesso a eventos culturais, desportivos ou corporativos com mais de mil pessoas (em ambiente aberto) ou 500 pessoas (em ambiente fechado) e para casamentos e batizados com mais de 10 pessoas.

Também a partir de hoje os espetáculos culturais, os casamentos e os batizados passam a poder preencher 75% da lotação máxima.

Já os transportes públicos deixam de ter limitação da sua capacidade de lotação e passa a ser permitida a utilização dos bancos dianteiros no transporte em táxi e no transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma eletrónica.

A ocupação, permanência e distanciamento físico relativamente ao acesso a espaços abertos ao público passa a ter máxima indicativa de uma pessoa por cada 12,5 metros quadrados.

A partir do primeiro dia de setembro será possível passar a aceder a serviços públicos sem marcação prévia. No entanto, continua a obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre, quando não é possível manter a distância de segurança.

Esta segunda de três fases definidas pelo Governo no que toca ao plano de desconfinamento entra em vigor numa altura em que 70% da população portuguesa já está totalmente vacinada. A última entrará em vigor quando esse número atingir os 85%.

Vacinação crianças Esta nova fase surge depois de ter arrancado este fim desemana a vacinação para a faixa etária dos 12 aos 15 anos, tendo sido vacinados no primeiro dia cerca de 120 mil jovens. De acordo com fonte da task force, estavam agendadas 110 mil vacinações, pelo que, o primeiro dia “supera muito as expectativas”.

Além das vacinas agendadas, os coordenadores do plano de vacinação decidiram abrir a modalidade “casa aberta”, de maneira semelhante àquilo que aconteceu com os jovens de 16 e 17 anos. Este foi o primeiro de dois fins de semana dedicados à vacinação desta faixa etária, sendo que o início das segundas doses está agendado para 11 e 12 de setembro.

E ao contrário do que aconteceu na semana passada, em que o coordenador da task force foi vaiado por um grupo de negacionistas em Odivelas, este sábado, Gouveia e Melo foi recebido com aplausos no centro de vacinação de Alcabideche. O mesmo confessou-se emocionado quando se apercebeu que iriam aparecer para a vacinação “muito mais pessoas do que aquelas que estavam agendadas”.

Ritmo de vacinação De acordo com o Our World in Data (plataforma criada em 2011 focada em estatística), Portugal é o país com a maior percentagem de população vacinada, - 67,4% completamente vacinados e 11,9% com uma dose da vacina, perfazendo um total de 79,3% - seguindo-se o Qatar com o mesmo número e Singapura com menos 1%. Em último lugar encontra-se a Tanzânia com 0,37% da população totalmente vacinada.

Estes números tornam-se especialmente relevantes quando a nível mundial, a percentagem de população com a vacinação completa é de apenas 24,4% e com 32,4% a terem recebido uma dose. Portugal somou ontem mais 2.112 infeções por covid-19 e nove óbitos.

Ler Mais


Especiais em Destaque

×

Pesquise no i

×