20/9/21
 
 
Vacina da Moderna aprovada na Suíça para jovens entre 12 e 17 anos

Vacina da Moderna aprovada na Suíça para jovens entre 12 e 17 anos

Jornal i 09/08/2021 17:35

O pedido para alargar aos adolescentes a administração da vacina Moderna tinha sido apresentado pelo laboratório norte-americano a 11 de junho, alguns dias após a autorização pela agência da saúde suíça para a vacinação com a Pfizer-BioNTech para os jovens com idade entre 12 e 15 anos.

A autoridade da saúde suíça anunciou hoje ter aprovado a vacina contra a covid-19 do laboratório norte-americano Moderna para os jovens com entre 12 e 17 anos, após ter aprovado em junho a da Pfizer-BioNTech para essa faixa etária.

 

Em comunicado, a Swissmedic precisou que a aprovação assenta num estudo em curso realizado junto de 3.732 pessoas desse intervalo etário que mostrou uma reação imunitária comparável à obtida em jovens adultos, com idades entre 18 e 25 anos com a mesma posologia.

O pedido para alargar aos adolescentes a administração da vacina Moderna tinha sido apresentado pelo laboratório norte-americano a 11 de junho, alguns dias após a autorização pela agência da saúde suíça para a vacinação com a Pfizer-BioNTech para os jovens com idade entre 12 e 15 anos.

Tal como para os adultos com mais de 18 anos, a Moderna deve ser administrada em duas doses, com quatro semanas de intervalo.

Na Suíça, 54,91% da população recebeu pelo menos uma dose de vacina e 49,16% da população tem a vacinação completa, com uma das três vacinas autorizadas no país: a Pfizer-BioNTech, a Moderna e a Johnson & Johnson, aprovada para os adultos.

O ritmo de vacinação abrandou nas últimas semanas, enquanto a variante Delta da doença se propaga rapidamente, ultrapassando mais uma vez, no início de agosto, os 1.000 novos casos por dia, pela primeira vez desde o fim de maio.

A questão da vacinação dos adolescentes na Suíça tem suscitado igualmente debates em torno da autorização parental.

No sábado, o jornal regional Liberté destacou uma decisão recente da justiça do cantão de Friburgo, que rejeitou um recurso de pais que se opunham à vacinação de menores, tendo os juízes considerado que um jovem com entre 12 e 15 anos, desde que tenha uma capacidade de discernimento normal, poderá dar o seu consentimento sozinho.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×